Sem saber que estava ao vivo, Chico Pinheiro deixa colegas ‘no vácuo’ e saúda Oxalá; vídeo

brasil
22.10.2021, 19:04:29
Atualizado: 22.10.2021, 19:26:01
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Sem saber que estava ao vivo, Chico Pinheiro deixa colegas ‘no vácuo’ e saúda Oxalá; vídeo

Apresentador do Bom Dia Brasil conversou com Rodrigo Bocardi e Tiago Scheuer como se estivessem fora do ar

Conversar com colegas de outras praças é uma situação comum nas emissoras de TV, mas a comunicação entre os apresentadores só costuma dar certo quando quem está em ambos os estúdios sabe que se trata de uma transmissão ao vivo. 

Essa falha de comunicação tornou a transmissão ao vivo, do 'Bom dia São Paulo', nesta sexta-feira (22), num dos momentos de humor involuntários mais engraçados do ano na TV. Isso porque o apresentador  Chico Pinheiro, que tem o costume de conversar com colegas do jornal paulista antes do 'Bom Dia Brasil', pareceu não perceber que não se tratava uma conversa interna com Rodrigo Bocardi e Tiago Scheuer, que ficaram no vácuo ao tentar manter um contato mais formal com o veterano. 

Ao invés de informar os destaques do jornal, Chico ficou de cabeça baixa mexendo no celular e tablete e, com muito despojamento, ainda mandou uma saudação a Oxalá, já que “hoje é sexta-feira!”. 

Primeiro contato
Às 7h27, Bocardi chamou a participação de Chico, que apareceu relaxado na cadeira. "Tiago Scheuer tá com saudade de você. Conta pra gente, tá aí já pronto pra esse Bom Dia Brasil?", brincou. "Prontíssimo", disse o âncora. 

"Segurando esse país, Chico Pinheiro. Vamos lá, todo mundo segurando no braço porque a situação na economia não vai boa", afirmou Bocardi, que esperava que o colega emendasse com as notícias do dia. Mas Pinheiro ficou de cabeça baixa olhando o celular, enquanto Bocardi e Scheuer esperavam pelos destaques. A essa altura, ambos já demonstravam certo desconforto.

"Vamos conversar. Olha, quanto tempo eu não falo com São Paulo. Saudade, Rodrigo Bocardi. Eu tô falando todo dia com Minas. A gente tem contado prosas enormes aqui", comentou Chico. "A gente tá sempre te esperando aqui", afirmou o âncora do jornal paulista, tentando disfarçar o problema, ao mesmo tempo que buscava chamar a atenção do colega.

"Abra esses braços e me receba. Hoje é dia de Oxalá, Epá Babá!", comentou Pinheiro, enquanto digitava. 

Bocardi e Scheuer ficaram visivelmente confusos com a situação. "O que teremos nesse Bom Dia Brasil de hoje? Eu já falei aqui mais cedo... Essa debandada do Ministério da Economia, o dólar lá em cima, a inflação em descontrole... E por aí vai", deu a deixa.

"Pois é, rapaz. É isso aí, e por aí vai. Quer dizer, se vai eu não sei. Mas também ficar não fica", disse Chico. Rodrigo deu uma risada nervosa sem saber mais o que fazer. "Tá bom, é isso aí. Bom Dia Brasil 8h30. A gente volta depois dos destaques", emendou Scheuer. 

Novo contato e desculpas
Após a tentativa frustrada de comunicação, Chico voltou a conversar com os colegas às 7h31. Agora sim, com uma postura de quem sabia que estava ao vivo para São Paulo. "Agora, sim. Chico Pinheiro, vamos lá. Ao vivo pra valer. Conseguiu entrar nesse seu computador e trazer pra gente esses destaques?", perguntou Bocardi. 

"Sim, mas, primeiramente, como eu sou um moço educado, bom dia, Tiago. Bom dia pra você em São Paulo, onde eu sou cidadão. Eu morei 20 anos aí, eu adoro isso aí e fico com saudade de ver a Avenida Roberto Marinho", afirmou Chico, como se pedisse desculpas. 

Então, revelou o que todo mundo já sabia: não notou que estava ao vivo minutos antes. "Agora eu quero saber o seguinte, eu tava no ar aí em São Paulo com vocês?", indagou Pinheiro. "Tava, ao vivasso", afirmou Scheuer. "Aqui é tudo ao vivo", completou o apresentador paulista. "Eu tava aqui lendo e tal, batendo papo, mas nem notei", disse Pinheiro, se divertindo. 

"O negócio é o seguinte: eu tava no computador vendo exatamente os destaques. Achei que vocês em São Paulo estavam no intervalo, testando a voz, essas coisas. E tô aqui de boa. Isso é um perigo", concluiu, rindo da situação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas