'Financiamento da casa própria ou consórcio imobiliário?'

'Financiamento da casa própria ou consórcio imobiliário?'

Por Edísio Freire

Por Marlene Lima: No atual cenário econômico, o que é mais adequado: entrar em um financiamento da casa própria ou arriscar um consórcio imobiliário?

Olá Marlene. O sonho da casa própria tem ficado cada dia mais distante para a classe média, isso porque os altos juros, associados ao desemprego e outros reflexos desta crise têm feito com que menos pessoas consigam, mesmo com financiamento, comprar seu imóvel. Mas voltando ao seu caso, se a parcela couber no seu orçamento, recomendo que adquira o imóvel dessa forma, porque pagar o consórcio vai lhe condicionar a esperar um sorteio, que pode ser logo ou demorar bastante. Recomendo, inclusive, caso pense em fazer o consórcio, que substituía por algum investimento de longo prazo, como um CDB, ou um Fundo de Investimento, pois assim conseguirá acumular mais patrimônio para comprar ou dar entrada futuramente no seu imóvel. O importante é não se apressar para decidir, evitando a realização de um mau negócio do ponto de vista financeiro. 

Por Fernanda Gonçalves: Com a queda da Selic, a Previdência Privada (fora de grandes bancos) está mais vantajosa?

Olá Fernanda. Se está pensando em um planejamento financeiro de longo prazo, a Previdência Privada pode ser uma boa opção, mas é preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher, principalmente em relação a juros, taxas e tributos. A redução da Selic impacta diretamente nos investimentos de renda fixa, como é o caso da Previdência, contudo, é possível encontrar opções com melhor rentabilidade fora dos bancos, em corretoras por exemplo. Isso acontece não por causa da redução da Selic, mas sim pelo fato das corretoras terem acesso a papeis mais rentáveis e possuir políticas de remuneração diferente dos bancos, que acabam ofertando produtos que não são tão rentáveis para o consumidor. Uma dica é fazer comparações de todos os produtos que o banco oferece e tentar uma melhor posição com seu gerente. 

É viável começar a investir no atual momento econômico? Qual a melhor opção? Juliana Rocha

Olá Juliana. Sempre é um bom momento para começar a poupar e investir, independentemente do cenário econômico. É claro que em momentos de economia pujante as oportunidades são melhores, mas isso não significa que em tempos de crise não se deva investir. São milhares de produtos de investimento disponíveis no mercado, basta entender qual o seu perfil e o volume de recurso disponível, escolher o produto e começar a aplicar. É importante ter cuidado para não escolher o investimento inadequado. Portanto,  defina quanto você consegue poupar todo mês e inicie um bom plano de investimento, buscando opções básicas, como a própria caderneta de poupança ou, se dispuser de volumes de recurso um pouco maiores, pode ficar interessantes alguns fundos de investimentos ou Títulos do Governo.