Após prisão, sargento da reserva da PM e mais seis são transferidos na Bahia

Grupo é investigado por série de execuções no interior do estado

  • D
  • Da Redação

Publicado em 12 de abril de 2023 às 13:14

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Divulgação/SSP

O sargento da reserva da Polícia Militar e outros seis integrantes de uma organização criminosa envolvida com execuções, que foram presos na manhã desta quinta-feira (12), durante a ‘Operação Efúgio’, da Secretaria da Segurança Pública (SSP), serão transferidos para um presídio.

Após passarem por perícias no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itaberaba, seis homens, investigados pelas mortes de Josenilton Santos de Jesus, no dia 7 de Julho de 2020, de Ademário de Jesus Júnior, no dia 2 de Agosto, de Héctor Franclin Gomes dos Reis, em 5 de agosto do mesmo ano foram colocados em uma van do 11º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Itaberaba) e seguirão para a Penitenciária Estadual de Irecê, na Chapada Diamantina.

O PM da reserva seguirá para Salvador e ficará na Coordenação de Custódia Provisória (CCP), da Corregedoria da PM, localizada na sede do Batalhão de Polícia de Choque (BPCHoq) da PM. 

A audiência de custódia dos presos está marcada para a próxima quinta-feira (13). 

A ‘Operacao Efugio’ foi deflagrada pela Força Correcional Especial Integrada de Combate a Grupos de Extermínio da SSP, coordenada pela Corregedoria Geral (Coger), com participação de 55 policiais civis e militares, três promotores de Justiça e integrantes dos Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e de Atuação Especial Operacional de Segurança Pública (Geosp) do Ministério Público da Bahia (MP-BA), participam da ação.