Idosa morta em acidente de Stella Maris é enterrada no Bosque da Paz

A vítima foi atingida com pisos de cerâmica durante acidente

Publicado em 19 de setembro de 2017 às 22:57

- Atualizado há 10 meses

Familiares e amigos acompanharam a cerimônia (Foto: Arisson Marinho/CORREIO) O corpo da aposentada Vilma Ribeiro Santos, 84 anos, foi enterrado na tarde desta terça-feira (19), no cemitério Bosque da Paz, na Estrada Velha do Aeroporto. Emocionados, familiares e amigos mais próximos acompanharam a cerimônia e aplaudiram a vítima no final do velório. A idosa morreu durante uma colisão entre um caminhão e um carro na Alameda da Praia, no bairro de Stella Maris, na última segunda-feira (18).    Vilma voltava de uma loja de materiais de construção, em Itapuã, e seguia para casa, no em  Stella, junto a  seu filho, Marcos Valério, 51 anos,  e sua bisneta, de três anos. O motorista, no entanto, teve um mal súbito,  invadiu a pista contrária e acabou batendo de frente com  caminhão. Vilma  estava no banco de carona e foi atingida pelos  pisos de cerâmica, que estava no banco do fundo do carro.

“O que vitimou minha mãe foi o corte da cerâmica. Com o impacto, os pisos vieram pra frente e ela se cortou. Ela morreu de hemorragia, porque saiu muito sangue”, contou o filho Marcelo Fontes Maciel. Com saudade, ele lembrou dos últimos momentos com a aposentada. “Eu era o único dos cinco filhos que ainda morava com ela. Minha mãe era uma pessoa de idade, mas nem parecia, porque ela era cheia de vida e alegre”, falou.

Um amigo de infância da vítima, Fernando Celestino, também foi prestar as últimas homenagens. “Nós somos nascidos e criados bairro do IAPI, mas ela tinha se mudado para Stella. Vilma me viu pequeno e já me ajudou muito”, recordou. Segundo ele, a aposentada era apegada aos filhos. “Tudo que ela fazia era pelos filhos e pelo trabalho”, completou.

Filho internado  O filho de Vilma, Marcos Valério, segue internado no hospital do Subúrbio. "Ele está tomando medicações, mas acho que ele não está bem", lamentou o irmão, Marcelo.  Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a criança, que estava na cadeirinha, teve algumas escoriações e já está em casa