Polícia Federal faz operação para prender 20 envolvidos com a facção Katiara na Bahia

A quadrilha é comandada pelo traficante Hugo Péricles Ribeiro de Santana, integrante da Facção Katiara, que foi preso em janeiro

Publicado em 12 de fevereiro de 2016 às 10:55

- Atualizado há 10 meses

A quadrilha é comandada pelo traficante Hugo,líder da Facção Katiara (Foto: Divulgação/PF)A Polícia Federal, em conjunto com as Polícia Civil e Militar, iniciou na manhã desta sexta-feira (12), a busca por uma quadrilha com vinte pessoas responsável por levar medo e terror às cidades de Ribeira do Pombal, Tucano, Euclides da Cunha, Conceição do Coité, e outras localidades da região.

Segundo a PF, a quadrilha é comandada pelo traficante Hugo Péricles Ribeiro de Santana, integrante da Facção Katiara, que foi preso em janeiro dentro de um condomínio de classe média, na cidade de Aracajú (SE).

Além dos 20 mandados de prisão preventiva, os policiais cumpriram seis mandados de busca e apreensão expedidos pela de Justiça de Ribeira do Pombal. Segundo a polícia, a Operação Sertão Livre chegou até a quadrilha depois de dois anos de investigação. Entre os crimes relacionados ao grupo estão roubos de veículos e motos, homicídios, assaltos a estabelecimentos comerciais e tráfico de drogas, armas e munições. Os envolvidos serão indiciados por tráfico, roubo e homicídio.

A Polícia Federal não divulgou os nomes dos presos na Operação. No entanto, o delegado Leonardo Rocha, chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da PF na Bahia, disse que foi presa uma mulher identificada como Jocelma, esposa de Hugo, que cedia as contas bancárias para o recebiemtno do dinheiro do tráfico.

Em agosto do ano passado, o CORREIO publicou, com exclusividade, uma reportagem sobre o estatuto da Katiara, uma espécie de código de conduta inspirado no Primeiro Comando da Capital (PCC).Ações de buscaSegundo a Polícia Federal, durante as ações da polícia foram realizadas diversas prisões em flagrante de integrantes da quadrilha, que acabaram levando a apreensão de grande quantidade de drogas. Dentre as ações, a PF destaca as prisões ocorridas em janeiro em um sítio no município de São Gonçalo dos Campos. Lá os principais fornecedores de drogas foram encontrados com cerca de 80kg de cocaína e aproximadamente R$30 mil em dinheiro.

[[saiba_mais]]