Defesa de Lindemberg irá pedir anulação de processo contra jovem

Segundo advogados, a defesa está com o trabalho sendo cerceado

Publicado em 9 de janeiro de 2009 às 02:18

- Atualizado há 9 meses

Os advogados de Lindemberg Alves, 22 anos, declararam nesta quinta-feira (8) que irão pedir que o processo do jovem seja considerado nulo por conta do cerceamento do direto de defesa do acusado. O juiz José Carlos de França Carvalho Neto não teria considerado documentos que foram anexados ao processo e nem escutado todas as testemunhas indicadas pela defesa. O promotor do caso, Antônio Nobre Folgado, descartou que os advogados tenham tido seu trabalho impedido.

O juiz decidiu nesta quinta-feira que Lindemberg irá a júri popular, após o jovem ser pronunciado por homicídio, tentativa de homicídio, cárcere privado e quatro disparos de arma de fogo.

A advogada Ana Lúcia Assad declarou que irá entrar com o pedido de anulação ainda nesta semana.Para o promotor, a decisão do juiz foi acertada. Ele estima que Lindemberg deverá ser julgado até 2010 e, por ser réu primário, não deverá receber pena máxima.

Veja também: