Diretor da Aneel lamenta não ter promovido a revisão tarifária

Jerson Kelman vai deixar o cargo ocupava desde 2005 nesta quarta-feira

Publicado em 13 de janeiro de 2009 às 18:45

- Atualizado há 9 meses

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Jerson Kelman, que deixa quarta-feira (14) o cargo, que ocupava desde 2005, por indicação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta terça-feira (13) que lamenta não ter conseguido, durante o período em que esteve na agência, promover a revisão da estrutura tarifária de energia elétrica. Kelman participou hoje de sua última reunião com os diretores da agência.

'Muitas vezes estados mais pobres acabam tendo a conta de luz mais alta do que a de estados mais ricos. Isso não me parece justo, mas sem mudar a lei não será possível uniformizar tarifas, pelo menos para os consumidores residenciais', disse. 'E se há tarifas baixas em uma região, pode-se criar uma forma de subsidiarmos outras regiões', sugeriu Kelman, que defende também a criação de um mecanismo de estímulo às empresas para buscarem maior efetividade na prestação do serviço.

A partir de quarta-feira a Aneel terá um novo diretor-geral: no lugar de Jerson Kelman assumirá interinamente o atual diretor-substituto, Edvaldo Alves de Santana, até que o plenário do Senado Federal confirme o nome de Nelson Hubner, já aprovado pela Comissão de Serviços de Infra-Estrutura.

 

(Com informações da Agência Brasil)