Mulher de pecuarista vítima de queda de avião é encontrada morta em casa

Ana Paula era esposa de Garon Maia e madrasta do filho dele, Francisco, de 11 anos

  • D
  • Da Redação

Publicado em 1 de agosto de 2023 às 18:24

null Crédito: Reprodução/Redes sociais

A esposa do pecuarista Garon Maia que morreu, juntamente com o filho, em um acidente de avião no fim de semana em Rondônia, morreu nesta terça-feira (1º), em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Ana Paula Pridonik Silva, 27 anos, foi encontrada ferida dentro de casa, chegou a ser socorrida por familiares para a Santa Casa de Campo Grande, mas a morte foi confirmada. A causa dos ferimentos não foi divulgada.

Ana Paula era esposa de Garon e madrasta do filho dele, Francisco, de 11 anos. Os corpos foram velados e enterrados nesta terça-feira (1º), no Cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande.

O acidente

Pai e filho morreram após a queda do avião bimotor na divisa entre Rondônia e Mato Grosso. As vítimas são o pecuarista e piloto Garon Maia e seu filho, de 11 anos. Os destroços da aeronave foram encontrados na manhã do último domingo (30).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave decolou do aeroporto de Vilhena (RO) por volta de 17h50 deste sábado. Registros do site Flightaware indicam a perda de sinal cerca de 25 quilômetros após a decolagem, com apenas cinco minutos de viagem.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião é um Beechcraft Baron G58, fabricado em 2011. A aeronave tinha permissão para transportar até cinco passageiros.

Depois de sobrevoos de um grupo de busca e salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB) com sede em Campo Grande (MS), militares fizeram buscas em uma área de mata fechada e encontraram os destroços do bimotor e os corpos das vítimas na divisa entre Vilhena e Comodoro (MT) neste domingo. O Centro de Investigação de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) vai iniciar as investigações sobre os motivos da queda do avião na segunda-feira.

Filho do 'Rei do Gado'

Garon Maia Filho era um pecuarista conhecido na região Norte. Ele era neto de Braulino Maia, mais conhecido como Garon Maia, um dos maiores pecuaristas do Brasil que fundou cerca de 50 fazendas com mais de 40 mil cabeças de gado. O "Rei do Gado", como se notabilizou, morreu em 2019 aos 93 anos.

Amigos, autoridades e entidades ligadas à pecuária e agronegócio prestaram homenagens nas redes sociais. "É com profunda tristeza que recebemos a notícia sobre o trágico acidente aéreo ocorrido no estado de Rondônia, que resultou no falecimento de Garonzinho Maia e seu filho Kiko", publicou Dilador Borges, prefeito de Araçatuba (SP).

Criança que morreu em queda de avião com o pai foi filmada pilotando aeronave sozinha Crédito: Reprodução

Criança pilotando avião

Francisco Veronezi Maia aparece em um vídeo pilotando a aeronave ao lado do pai. Não se sabe se o vídeo é do mesmo dia do acidente. O bimotor seria o mesmo que caiu na mata no fim de semana.

Pela legislação brasileira, para pilotar um avião é obrigatório ter mais de 18 anos, ensino médio completo e um cadastro junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Vídeo

Nas imagens que viralizaram nas redes sociais, o homem instrui a criança, pergunta se está tudo certo, sem obstrução à frente da aeronave, e pede para ele acelerar o bimotor.

"Peraí, tudo pronto? Nada na frente, tá ok. Vamos lá, 600 cavalos, pode empurrar. 600 Kikão, vai. Nossa senhora. Mão na manete, mão na manete. Fica com a mão aí e olha a velocidade", diz o homem.

Na sequência, é possível perceber o avião já no ar e vários alertas sonoros sendo emitidos no painel do bimotor Beechcraft Baron 58.

Na mesma gravação, o homem aparece bebendo uma cerveja enquanto o menino manuseia sozinho o manche do avião. "O passageiro pode tomar uma, né Kiko?", pergunta ao garoto.