Padre acusado de abuso trocava mensagens íntimas com adolescente: 'Queria pegar no seu pênis'

Sacerdote foi afastado

  • D
  • Da Redação

Publicado em 4 de agosto de 2023 às 12:26

Preso em 24 de julho por suspeita de crimes sexuais contra duas crianças, o padre Ramon Guilherme Pitilo da Silva Ramos sofreu mais uma denúncia. Um jovem, atualmente com 20 anos, afirma que foi vítima do sacerdote quando tinha 11 anos.

Segundo o jornal O Globo, o padre e a vítima trocaram mensagens íntimas, revelando encontros sexuais entre os dois.

O primeiro contato ocorreu em 2013, quando a vítima estava no Seminário Arquidiocesano de São José, no Rio Comprido, zona norte do Rio de Janeiro. Lá, ele fazia acompanhamento vocacional para tornar-se seminarista.

De acordo com relatos da vítima, os contatos íntimos entre ele e o sacerdote ocorriam dentro do seminário, em especial, no banheiro e nas escadas do edifício. Além disso, os dois chegaram a trocar fotos íntimas.

Ainda segundo o jovem, Ramon Pitilo se aproximou dele usando a amizade que eles mantinham. “Em 2017, quando entrei no seminário, mantivemos a amizade. Eu tinha 14 anos e estava me descobrindo sexualmente. Acabamos nos aproximando e conversamos sobre sexo. Algumas fotos íntimas foram trocadas”, disse ao jornal.

Mensagens

As mensagens trocadas entre o então adolescente e Ramon Pitilo ilustram abusos. Em uma das mensagens, o jovem escreveu: “Beijo mal, aos poucos vou aprender”. A resposta do sacerdote foi: “Você está de brincadeira… você beija muito bem s2”.

“Queria ter pegado no seu pênis. Amei a experiência”, contou o jovem ao padre Ramom. “Também gostei muito. Fica para a próxima”, respondeu o religioso.

Os dois chegaram a marcar encontros no banheiro da capela, mas o rapaz se preocupou: “Amanhã é muito arriscado, muitos ficam rondando pelo seminário”, que o sacerdote respondeu dizendo que teria “feito hoje mesmo”.

O padre foi afastado.