SEGUE INTERNADA

Roseana Murray fala pela primeira vez sobre ataque de pitbulls

"Me derrubaram e foi muito, muito rápido", lembrou

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 15 de abril de 2024 às 06:28

A escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, apresenta quadro de saúde estável
A escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, apresenta quadro de saúde estável Crédito: Divulgação/Secretária Municipal de São Sebastião

A escritora Roseana Murray, de 73 anos, falou pela primeira vez sobre o ataque de três pitbulls que sofreu no Rio de Janeiro. O ataque aconteceu no dia 5 de abril.

“Eu saí de casa, os três cachorros estavam na rua e eu pensei ‘eles vão deixar eu passar’. Mas aí, quando eu passei, eles me atacaram ao mesmo tempo. Me derrubaram e foi muito, muito rápido. Eu fiquei gritando por socorro, mas não passava ninguém, porque eu tava indo para academia, às 6 horas da manhã”, relembrou a escritora, em entrevista ao Fantástico, exibida nesse domingo (14).

A escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, apresenta quadro de saúde estável Crédito: Reprodução/Fantástico

Roseana foi salva pelo ultramaratonista Eduardo Neves, que corria na praia. "Quando eu chego próximo eu tô vendo a senhora deitada no chão três cachorros em cima atacando, mordendo de tudo quanto é jeito, e eu já fui com um cabo de vassoura pedindo para sair e sai e sai, sai, só que os cachorros saíam dela, vinha para cima de mim e eu subia o muro. (...) Aí do nada veio um carro de passeio e o cara jogou o carro em cima dos cachorros", disse Eduardo.

Por causa das lesões, Roseana chegou ao hospital em estado gravíssimo, com hemorragias. "Ela tinha lesões muito importantes, hemorragias, e chegou num quadro que a gente teve que fazer logo o primeiro atendimento rápido nela e levar para o centro cirúrgico também imediatamente", contou o médico Tarcísio Encinas.

Por causa disso, os filhos esperavam pelo pior. "Falei para ela, 'mãe a gente tá aqui, a gente tá aqui com você e você, você, você lutou, você sobreviveu, você tá viva, a gente ainda tem muita coisa pela frente, a gente ainda tá aqui do seu lado, mas se você tiver cansadinha, quiser fechar os olhinhos e partir, fica tranquila, porque a gente tá aqui com você'. Então, com um sopro de voz que ela conseguiu emitir, ela falou: 'eu quero viver'", relembrou Guga.

Agora, Roseana segue se recuperando e pode ir para casa nos próximos dias. "Ela está linda, parece que as cicatrizes dela foram desenhadas com canetinha. Ela não tem um roxo, não tem nenhuma parte inchada, não tem sangramentos, todos os indicadores dela são melhores do que os médicos poderiam imaginar", disse Guga.