HABEAS CORPUS

Tutores de pitbulls que atacaram escritora no Rio de Janeiro são soltos

Os tutores, Kayky da Conceição Dantas, Ana Beatriz da Conceição Dantas e Davidson Ribeiro dos Santos, estavam presos preventivamente

  • Foto do(a) author(a) Rede Nordeste, O Povo
  • Rede Nordeste, O Povo

Publicado em 11 de abril de 2024 às 16:53

Escritora Roseana Murray
A escritora Roseana Murray foi atacada por pitbulls Crédito: Secretária Municipal de São Sebastião

O trio de tutores dos três pitbulls que atacaram e dilaceraram o braço da escritora Roseana Murray foram soltos após a Justiça do Rio de Janeiro aceitar um pedido de habeas corpus, nessa quarta-feira, 10. Os donos, Kayky da Conceição Dantas, Ana Beatriz da Conceição Dantas e Davidson Ribeiro dos Santos, estavam presos preventivamente.

Na decisão, o desembargador Gilmar Augusto entendeu que não haveria perigo em manter os tutores soltos, pois os animais estão sob a tutela. Os animais foram recolhidos à Secretaria de Proteção Animal do município de Saquarema, no Rio de Janeiro, local onde a situação aconteceu.

Gilmar, no entanto, determinou a manutenção da guarda temporária da tutela dos animais, além de proibir que eles adquiram outros animais até o julgamento do mérito do habeas corpus.

Ao UOL, a defesa comemorou a desição. Os advogados dos tutores, Wallace Martins e Gabriel Chargel, afirmaram em nota que a manutenção da prisão era "absolutamente desnecessária". A expectativa dos advogados é de que o trio seja solto nesta quinta-feira, 11, ou na sexta-feira, 12.

Relembre o caso

Na sexta-feira, 5, a escritora Roseana Murray, de 73 anos, foi atacado por pitubulls enquanto caminhava pela cidade de Saquarema, no Rio de Janeiro.

Ao g1 Rio de Janeiro, Sandra Noleto, amiga da escritora, disse que Murray foi arrastada por pelo menos cinco metros e teve parte de um de seus braços arrancada por causa da violência.

Ela foi levada em estado grave ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, onde foi submetida a um procedimento cirúrgico.

"Eu fui acordada pelos gritos de uma vizinha pedindo ajuda, porque a Roseana estava sendo atacada pelos cachorros. Eram três animais de uma casa que foi invadida há algum tempo. Quando eu vi, eles tinham arrastado ela, estavam comendo o braço", lembrou Sandra.

“Como ela foi arrastada, ela ficou com o braço atacado debaixo do corpo. Chamamos o Corpo de Bombeiros e, pela gravidade, socorreram ela de helicóptero. Não é a primeira vez que isso acontece. Outros vizinhos já fizeram registros de ocorrência porque os animais morderam pessoas da rua”, disse.