Secretário que postou foto indiscreta de garota pede afastamento

A Prefeitura de Santos condenou a conduta em nota oficial

Publicado em 26 de setembro de 2017 às 14:55

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Reprodução/Facebook

A prefeitura de Santos, cidade do litoral de São Paulo, divulgou nota sobre a polêmica que atingiu o secretário de Cultura do município, Fábio Nunes, conhecido por Fabião, que postou em rede social foto que mostrava uma garota de shorts, vista de baixo para cima. A publicação foi feita quando Nunes estava na plateia de uma das apresentações do Rock in Rio. "O Governo Municipal considerou inadequado e reprovável o post do secretário de Cultura, Fábio Nunes, em página pessoal de rede social, cujo conteúdo não condiz com a política municipal, que é de luta pela valorização da mulher, de direito à privacidade e contra a objetificação", diz o texto. "Fábio Nunes desculpou-se publicamente e, convocado e repreendido pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa, afirmou que não teve a intenção de ofender ou desvalorizar a mulher. Profundamente abatido com a repercussão do ato, o secretário solicitou afastamento temporário do Governo, servindo-se do período de férias a que tem direito, para, assim, poder se defender e superar este momento", finaliza a nota da prefeitura de Santos.O Caso No último fim de semana do Rock in Rio, Fábio Nunes decidiu postar fotos em seu Instagram, as quais intitulou: "Rock in Rio por outro ângulo. Intervalo do show, deitar na grama. Relax". As imagens, feitas na madrugada de domingo, dia 24, e mostravam uma garota de shorts, mas vista de baixo para cima, pois o secretário estava deitado no chão. A repercussão nas redes sociais foi instantânea, com diversos comentários criticando a exposição da garota pelo secretário. Fábio Nunes acabou apagando o post e a imagens e publicou uma nota de desculpas em seu Facebook. "Quero humildemente pedir desculpas a todos que se indignaram com o post que fiz no Instagram pessoal. Reconheço que, apesar de defender intransigentemente o direito de expressão, foi uma brincadeira que em hipótese alguma visou ridicularizar a figura da mulher. Peço desculpas particularmente a todas as mulheres, ao Governo e ao povo de Santos", escreveu o secretário.