PRAZO ESTENDIDO

Jerônimo volta atrás e retira plano de colocar câmeras nas fardas dos PMS no Carnaval

O petista afirmou, no final do ano passado, que a sua administração licitou 1,1 mil câmeras e a expectativa era que chegassem no início deste ano

  • D
  • Da Redação

Publicado em 14 de janeiro de 2024 às 17:03

Governador da Bahia havia prometido usar os equipamentos na folia deste ano
Governador da Bahia disse que Ministério da Justiça e Segurança Pública pediu mais tempo para disponibilizar equipamentos Crédito: Joá Souza/ GOVBA

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) disse, na noite deste sábado (13), que os policiais militares não vão mais usar câmeras no fardamento durante o Carnaval deste ano.

“A gente tinha expectativa. Mas o Ministério (da Justiça e Segurança Pública) pediu a Secretaria de Segurança Pública (mais tempo)… Nós mesmo pedimos tranquilidade para não fazermos nada fora da linha. Então, eu já retirei da minha pauta a possibilidade de usarmos durante o carnaval. O prazo naturalmente combinado com ministério, porque essas câmeras são do ministério, é de cerca de 60 a 90 dias (para disponibilizar os equipamentos). Já vimos que não temos condições (de ter essas câmeras na folia)”, disse Jerônimo, durante a 43ª edição para eleger a Deusa do Ébano de 2024

No final do ano passado, durante um café da manhã com jornalistas, Jerônimo Rodrigues contou que a gestão estadual ganhou 200 câmeras do governo federal. O petista afirmou ainda que a sua administração licitou 1,1 mil câmeras e a expectativa era que chegassem no início deste ano.

"A intenção é que a gente possa, quem sabe, já no carnaval ver algumas câmeras em alguns batalhões. Vamos ver se dá certo", declarou, na época.