ARTIGO

A importância da reciclagem e do consumo consciente

É fundamental a conscientização da população sobre descarte correto e adoção de práticas sustentáveis

Publicado em 16 de maio de 2024 às 05:00

No Brasil, reciclamos 25,6% dos resíduos plásticos pós-consumo em 2022, de acordo com estudo do Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast). Para alcançar um futuro mais sustentável, no entanto, é preciso aumentar significativamente esse volume. O primeiro passo é superar os entraves, que ainda são muitos, para que a reciclagem atinja percentuais expressivos no país. Entre os desafios estão a dificuldade de triagem dos resíduos, a falta de infraestrutura adequada e o engajamento da sociedade.

Precisamos evoluir na criação de políticas que promovam a viabilidade econômica dos negócios circulares; na adoção de um design de embalagens que facilite a reciclabilidade dos resíduos e na criação de ações de apoio ao catador de materiais recicláveis como parte sensível e essencial do modelo de negócios.

Além de todas essas frentes, também é fundamental a conscientização da população sobre descarte correto e adoção de práticas sustentáveis. Neste contexto, o Dia Internacional da Reciclagem, celebrado em 17 de maio, é uma oportunidade para refletir sobre o que cada um pode fazer para contribuir com a economia circular.

Diversas empresas têm promovido iniciativas para engajar a sociedade nessa causa. A Braskem, por exemplo, apoia inúmeras ações socioambientais nas comunidades vizinhas às suas operações, com base na educação ambiental, adoção de hábitos sustentáveis e inclusão social com geração de renda.

Mais de mil estudantes de escolas em Salvador e Camaçari devem participar este ano de oficinas realizadas pela Braskem. Essas crianças e adolescentes terão a oportunidade de aprender de forma lúdica e didática sobre a importância da reciclagem, tornando-se multiplicadores em suas comunidades. As oficinas ainda estimulam a adoção de hábitos sustentáveis nas escolas por meio da entrega de cestos coletores para facilitar a separação dos resíduos, que são coletados por cooperativas parceiras.

Outra atividade é o programa SER+, que visa fortalecer a cadeia da reciclagem, com ações direcionadas aos catadores, o elo principal dessa cadeia. Por meio de capacitação, assistência técnica e doação de equipamentos, três cooperativas de Salvador e Camaçari elevam seus níveis de profissionalização. Em 2023, comercializaram juntas mais de 2,4 mil toneladas de materiais recicláveis, beneficiando 86 cooperados.

Na linha de promover uma mudança de hábitos, a Braskem realiza ainda o Plastitroque e apoia o programa so+ma vantagens, entre outras ações. É fundamental multiplicar iniciativas como essas, que inspiram na construção de um futuro mais sustentável. E cada um pode contribuir para pavimentar esse caminho, começando por nossa casa. Eu já adotei a coleta seletiva. Vamos juntos?

Magnólia Borges, gerente de Relações Institucionais da Braskem na Bahia