educação

De graça: 2ª edição do Festival Avante Maria Felipa acontece em Salvador

O evento traz temáticas antirracistas com entrada gratuita

  • D
  • Da Redação

Publicado em 8 de novembro de 2023 às 16:59

Festival Maria Felipa
Festival Maria Felipa Crédito: Nti Uirá

Um festival voltado para o empoderamento e que contribui para o movimento de combate ao racismo e às opressões sofridas pelas populações negras e indígenas. Estes são os principais objetivos da 2ª edição do Avante Maria Felipa, promovido pela Escola Afro-brasileira Maria Felipa, que acontecerá neste sábado (11), na sede da instituição, no bairro do Garcia.

O evento começa às 9 h, na Rua Comendador Alves Ferreira, número 60, e vai até as 15 h. A entrada será gratuita para o público em geral. Uma curadoria foi realizada para que o festival artístico educacional contemple todas as idades com diversas atrações promovidas por pessoas da comunidade, que já colaboram com a instituição há algum tempo. A programação inclui música, teatro, dança, ciências, literatura e empreendedorismo. Já as oficinas e o almoço na Tenda Afrochef custam R$30 cada. Ainda durante o evento, famílias poderão matricular seus filhos na escola.

De acordo com a sócia gestora da escola, Maju Passos, o que há de mais interessante neste festival “é sua característica multietária”.

“Ou seja, tem atividade para crianças, adolescentes, adultos, idosos. A ideia é proporcionar um dia para que toda a família se divirta algo que é bem difícil em outros festivais dedicados geralmente a uma faixa específica de público onde na maioria das vezes a infância não é contemplada”, declara Passos.

A sócia idealizadora da Maria Felipa, Bárbara Carine, diz que o evento é importante para a reflexão de que a temática antirracista deve ser pauta o ano inteiro. “Então a gente abre as portas da nossa escola para a comunidade soteropolitana conhecer um pouco perspectiva de educação para as relações étnico-raciais e também celebrar a cultura negra nesse novembro negro, compreendendo que essa cultura está presente transversalmente ao longo do ano, que o novembro é negro, mas que o dezembro também é, o janeiro, fevereiro e assim por diante. Então, o Avante é um festival celebrativo da nossa cultura”, pontua Carine.

O que é a Escola Afro-brasileira Maria Felipa ?

Inaugurada em 2018, a Escola Afro-Brasileira Maria Felipa – primeira escola do tipo no país registrada pelo Ministério da Educação (MEC) – tem como objetivo a emancipação de crianças pretas e indígenas a construção de uma sociedade mais crítica e reflexiva. Os grupos, da educação infantil ao ensino fundamental 1, recebem nomes de reinos e impérios africanos e indígenas.

Quem foi Maria Felipa ?

Mulher negra, escravizada liberta, marisqueira, trabalhadora, intelectual, organizadora social, estrategista e aguerrida, Maria Felipa de Oliveira (data incerta — 4 de julho de 1873) organizou e liderou um grupo diverso de pessoas na Ilha de Itaparica com estratégias para prevenção da invasão portuguesa em terras baianas. Uma mulher à frente do seu tempo, que trazia com ela o espírito de luta e de liberdade.

Programação:

- Espaço kitok’ĩhé kitok: oficina do brincar com Regina Luz com Contação de história do seu livro EVA. Das 11h às 12h (gratuito)

- Auditório Mercedes Batista: oficina “Meu corpo fala” com Val Ribeiro. Das 10h às 11h. Valor: R$30.

- “Brincando de Plantar” com Leide Laje. Das 12h às 13h. Valor: R$ 30.

- Música com dj Fabio Lima (durante todo o evento)

- Culinária com o afrochefe Jorge Washington. Das 12h às 14:30. Valor R$ 30.

- Oficina de rimas e improvisos com Gabriel Bispo. Das 14h às 15h. Valor: R$ 30.