Baianos fazem bonito e se classificam para a fase final do Eco Surf Festival, em Itacaré

Bruno Galini e Yage Araújo garantiram classificação para a próxima fase da competição

Publicado em 30 de outubro de 2015 às 18:05

- Atualizado há um ano

Os baianos terminaram com tudo no quarto dia do Mahalo Eco Surf Festival, que está acontecendo na Praia da Tiririca, em Itacaré. Nesta sexta-feira (30) o surfista Yage Araújo, de apenas 20 anos, desbancou o australiano Copper Chapman e o americano Noah Schweitzer e avançou para a quarta etapa da competição. "Tô muito feliz, muito motivado com o apoio da torcida", disse o surfista que é natural de Itacaré. Natural de Itacaré, o surfista Yage, de apenas 20 anos, está classificado para a quarta fase da competição (Foto: Daniela Leone/Correio)Quem também não decepcionou foi Bruno Galini, de 29 anos. Nascido na cidade de Ilhéus, o atleta garantiu classificação para as oitavas de final. "Tô amarradão e vou continuar com o mesmo ritmo", garantiu surfista. Integrante do calendário do WSL, a competição acontece pelo oitavo ano e faz parte da divisão de acesso para a principal categoria de surf do mundo. Ao todo, 144 surfistas de 24 países participam da competição, que acontece até o dia dia primeiro de novembro. O evento já contou com presenças ilustres como de Gabriel Medina, atual campeão mundial de surf. Mais brasileiros Além dos baianos, outros três brasileiros mandaram bem e seguem na disputa do título do QS 6000 de Itacaré. Os catarinenses Tomas Hermes e Yago Dora, e o paulista David Carmo. A briga por uma vaga entre os 10 melhores surfistas que vão integrar o Top-34 da elite mundial do surf continua neste sábado (31). A expectativa é de que três baterias sejam realizadas e os quatro semifinalistas sejam conhecidos. O primeira bateria está marcadas para às 8h. A disputa será entre o Argentino Santiago Muniz, o marroquino Ramzi Boukhiam e o italiano Mihimana Braye. 

 *Com informações da repórter Daniela Leone