City atropela Bayern e encaminha vaga para a semi da Champions

Inter de Milão vence Benfica fora de casa e também sai em vantagem

  • D
  • Da Redação

Publicado em 11 de abril de 2023 às 19:00

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Manchester City/Divulgação

O Manchester City dominou o Bayern de Munique nesta terça-feira (11), no Etihad Stadium, e terminou o jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões com uma confortável vitória por 3x0, com gols de Rodri, Bernardo Silva e Haaland.

O time bávaro, ainda em seus primeiros passos sob o comando de Thomas Tuchel, até equilibrou a partida em alguns momentos, como era esperado, mas não por tempo o suficiente para segurar o poder do organizado ataque do time comandado por Pep Guardiola.

Com o resultado, Bayern precisa vencer o segundo jogo por quatro gols de diferença para avançar direto às semifinais ou ao menos por três para levar a decisão à prorrogação. O próximo embate entre as duas equipes está marcado para a próxima quarta-feira (19), na Allianz Arena.

O Manchester City mostrou sua habitual organização ofensiva desde o início. Não conseguiu, contudo, assustar tanto o goleiro Sommer, pois a partida era de poucos espaços. O fenômeno Haaland teve suas duas primeiras oportunidades antes da primeira metade da etapa inicial, mas não pegou bem na bola em nenhuma delas, diferentemente de Rodri, que acertou um belo chute de fora da área, após cortar Musiala, e marcou um golaço para tirar o zero do placar, aos 26 minutos.

O gol deixou o time inglês mais enérgico, com jogadas mais aceleradas no campo de ataque e, novamente, o espaço para levar perigo foi encontrado. Dessa vez, Sommer fez uma excelente defesa para evitar que uma finalização disparada por Gündogan, de dentro da área, fosse concluída com bola na rede. Pouco produtivo, o Bayern mal deu trabalho para Ederson.

O brasileiro fez sua primeira defesa apenas nos segundos iniciais do segundo tempo, quando espalmou a bola após chute de Sané. Poucos minutos depois, o cenário se repetiu e Ederson teve que parar Sané mais uma vez, interceptando um chute cruzado do alemão, lançado às costas da defesa bávara.

O duelo ainda se repetiu uma terceira vez, e o goleiro do City venceu de novo. Os primeiros minutos da etapa final foram bastante movimentados. Embora tenha dado espaço para o Bayern chegar, a equipe de Guardiola também criou suas oportunidades e fez Sommer trabalhar em tentativas de Aké e Rúben Dias.

O trabalho do goleiro suíço foi em vão aos 24 minutos, no momento em que Upamecano perdeu a bola para Grealish perto da área. O atacante tocou de calcanhar para Haaland, que dominou pelo lado direito e cruzou para Bernardo Silva fazer de cabeça. Aos 30, foi a vez de Haaland balançar a rede e anotar seu 11º gol na Liga dos Campeões, após receber assistência ,de cabeça, de Stones.

Inter de Milão também abre vantagem A Inter de Milão deu um passo importante rumo à classificação às semifinais da Liga dos Campeões ao derrotar o Benfica por 2x0, no estádio da Luz, no primeiro confronto válido pelas quartas de final.

O resultado deixa a equipe italiana em uma posição confortável no que diz respeito à luta pela sequência no torneio. O time do técnico Simone Inzaghi pode perder até mesmo por diferença de um gol que segue no torneio. Já os portugueses vão ter que se superar para buscar a vaga à outra fase e precisam de um triunfo por três gols de vantagem para seguir. Vitória do Benfica por dois gols leva a disputa para os pênaltis.

A partida de volta entre italianos e portugueses está marcada para a próxima quarta-feira (19), no estádio San Siro, em Milão. O confronto vai definir um dos semifinalistas quem vai seguir na competição.

Passado o primeiro duelo das quartas de final da Liga dos Campeões, os dois times voltam suas atenções para os campeonatos nacionais neste final de semana. Líder do Português, o Benfica entra em campo no sábado e visita o Chaves. No mesmo dia, mas pelo Italiano, a Inter joga em Milão e recebe o Monza tentando melhorar sua posição na tabela (é o quinto colocado).

O Benfica passou a ter mais liberdade no ataque e aos 15 minutos teve a sua primeira boa oportunidade. Grimaldo foi no apoio pela esquerda e jogou na área. Dimarco tentou tirar e acabou dando uma assistência para Rafa Silva, que bateu no canto para difícil defesa de Onana.

Sem jogadas de criação, a Inter só assustou em um chute de meia distância. Aos 24 minutos, Acerbi bateu de perna esquerda e a bola passou muito perto do travessão do goleiro Vlachodimos.

O confronto esteve concentrado no meio-campo até que, na parte final da etapa inicial, a Inter aumentou a intensidade em busca do primeiro gol. Forçando as ações pelo lado esquerdo, o time italiano criou boas chances com Dimarco. No entanto, foi em um belo lance de Barella que os visitantes assustaram o Benfica.

Na volta do intervalo, o panorama se manteve em relação à estratégia das duas equipes. E foi em mais uma jogada pelo lado esquerdo que a Inter acabou movimentando o placar. Bastoni se arriscou no apoio e fez o centro. Barella cabeceou no contrapé do goleiro e fez 1x0 para a equipe de Milão aos seis minutos do segundo tempo.

O Benfica foi ao ataque e quase empatou. Após cruzamento de João Mário, Aursnes chutou e Grimaldo salvou. A bola ficou pingando na pequena área e Gonçalo Ramos acabou travado no momento da finalização em um lance incrível.

Roger Schmidt resolveu partir para o tudo ou nada e lançou mão de David Neres. O jogo ficou ao melhor estilo para a Inter que recuou a equipe e passou a viver de contra-ataques. Em uma dessas investidas, Mkhitaryan entrou na área do Benfica pela esquerda e chutou para a boa intervenção de Vlachodinos.

Neres, no entanto, ajudou a mudar a dinâmica da partida. Na primeira chance que criou, ele fez a tabela e cruzou para Gonçalo Ramos tentar a cabeçada. Na sequência, foi a vez de Grimaldo bater cruzado com perigo contra o gol de Onana.

Se o Benfica passou a ser intenso, a Inter também levou perigo em suas investidas. E de um cruzamento de Dumfries, a equipe italiana acabou ampliando. A bola bateu na mão de João Mário dentro da área e o lance teve revisão do VAR. Com o pênalti confirmado, Lukaku bateu rasteiro e fez 2x0 aos 36 minutos.

O time português foi todo ao ataque e perdeu a grande chance de diminuir nos acréscimos. Gonçalo Ramos foi lançado pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado, mas Onana defendeu e garantiu o triunfo de 2x0.