Ronda revela ter pensado em suicídio após derrota no UFC e fala em ajuda do namorado: "me manteve viva"

Lutadora falou sobre a ajuda que recebeu do companheiro e também lutador, Travis Browne, após perder o cinturão

Publicado em 16 de fevereiro de 2016 às 09:34

- Atualizado há 10 meses

A primeira derrota de Ronda Rousey no UFC aconteceu em novembro do ano passado, mas o nocaute sofrido para a compatriota Holly Holm foi recebido de forma dura pela ex-campeã. Em entrevista ao programa 'The Ellen DeGeneres Show' Ronda admitiu que ter pensando em suicídio no período pós derrota. Segundo ela, seu namorado e também lutador, Travis Browne, foi a motivação para se 'manter viva'. Ronda não resistiu ao chute forte de Holly e acabou nocauteada no UFC 193 (Foto: Divulgação/UFC)"Eu estava literalmente sentada, pensando em me matar e que 'eu não sou nada e ninguém dá a mínima para mim'. Mas levantei a cabeça e vi Travis. Olhei para ele, e estava tipo 'eu preciso ter seus bebês. Preciso me manter viva'", contou Ronda, nitidamente emocionada, antes de ser aplaudida pelo público.A lutadora falou ainda sobre o duelo e afirmou que um dos pontos para a derrota foi ter realizado uma grande sequência de combates em um curto espaço de tempo. "Acho que a única coisa que foi diferente desta vez foi que era a minha terceira luta por título em nove meses e não acho que alguém já tenha tentado fazer isso antes", analisou ela.