Sobrinho de Meligeni, Felipe é favorito a título no Bahiano de Tênis

Medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em 2003, Felipe Meligeni tem o esporte no DNA

Publicado em 20 de outubro de 2015 às 15:43

- Atualizado há 10 meses

Felipe Meligeni tem esporte no DNA. Sobrinho de Fernando Meligeni, medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo (2003), o tenista de 17 anos segue os caminhos do tio e nesta semana está focado nas quadras soteropolitanas. Ele estreia hoje na disputa individual da 31ª Bahia Juniors Cup, que começou ontem e vai até sábado no Clube Bahiano de Tênis, na Graça. A entrada é gratuita.“Eu tenho um objetivo pro final do ano, que é terminar no Top 50 do mundo, e um título aqui me ajudaria bastante a conseguir”, afirma Felipe, atual 97º no ranking mundial juvenil, que enfrenta o também paulista Gabriel Bugiga.É a segunda vez que Felipe participa da competição, que reúne 209 atletas de 13 países, entre eles Estados Unidos, Egito e Suíça. No ano passado, ele perdeu nas semifinais para Igor Marcondes, que se sagrou campeão e não participa da atual edição. Felipe segue os passos do tio, mas ao contrário de Meligeni, é destro (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)Número 3 do Brasil no ranking juvenil, Felipe Meligeni é o favorito ao título. “É complicado ter essa pressão, mas vou fazer minha parte para tentar ganhar. Eu tenho sobrenome, meu tio é um exemplo, tento copiar ele no sentido de ser guerreiro, mas não levo pro lado da pressão”, diz Felipe, que venceu o Uruguay Bowl, em Montevidéu, no mês passado.Felipe Meligeni joga na categoria até 18 anos, mesma do baiano Leonardo Menezes, que, assim como ele, tem 17. Atual vice-campeão do Bahia Juniors Cup, Leonardo ocupa o 317º lugar do ranking mundial e estreou ontem contra Antonio Pruner. Ele venceu por 2 sets a 0 (6/4 e 6/2).“Jogar em casa é uma responsabilidade, mas é muito bom, dá uma motivação a mais e eu estou confiante”, afirmou Leonardo, que já venceu nas categorias 14 e 16 anos.Feminino Quem entra em quadra hoje é a irmã de Leonardo, Maria Menezes, que tem apenas 12 anos, mas compete na categoria para atletas com até 14. Maria foi campeã da Copa Guga Kuerten, domingo, e é considerada a 14ª melhor tenista da América do Sul na categoria em que compete. A baiana é a favorita ao título e estreia hoje, contra a paulista Juliana Munhoz.