Afro Fashion Day faz seletivas com modelos de agências de Salvador

Processo começou nesta segunda-feira (11) e segue até quarta (13)

Publicado em 11 de setembro de 2017 às 19:05

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Angeluci Figueiredo/CORREIO

Começaram na tarde desta segunda-feira (11) as seletivas de modelos de agências para o Afro Fashion Day 2017, que vai acontecer no dia 18 de novembro. Esse ano, nove agências enviaram modelos para participar da seleção, duas a mais que em 2017. Ao contrário das seletivas de bairro, apenas modelos agenciados podem participar dessa etapa. Foram analisados quase 600 pessoas, entre mulheres, homens, e crianças, das agências de Salvador Xtreme, Model, Merci, PJT, Raí Fotografia, One Models, Mega, Suellen e Bi Models.

O candidato mais novo é o pequeno Cristhofer, de 4 anos, que participou da seletiva acompanhado da mãe, Camila Brito, 23, que também foi ao casting disputar uma vaga entre os quase 60 modelos que desfilarão no AFD. "Eu já fotografo, mas nunca desfilei. É a primeira vez, minha e dele", conta a mãe coruja. "Espero que os dois entrem, mesmo sem desfilar juntos", completa. Camila comenta também sobre a importância do AFD: "o evento é uma porta que se abre para os modelos negros, é um espaço aberto para mostrar a beleza afro".

[[galeria]]

No caso de Alana Sant, de 21 anos, se for aprovada, será sua segunda oportunidade de desfilar no AFD, que completa 3 anos em 2017. “O AFD é uma grande oportunidade para os modelos, porque tem muito olheiro, é uma chance da pessoa explodir”, opina, confiante em sua entrada no casting.

Até esta quarta-feira (13), 203 candidatos passarão pela Escola Baiana de Arte e Moda (Ebam), que fica no Rio Vermelho, onde a produção do AFD avalia o desempenho e habilidade dos modelos. "No caso do Afro, além das pessaos com perfil de passarela, a gente também mantém os olhos abertos para esse perfil normal, de pessoas comuns", conta Fagner Bispo, produtor de moda do evento.