Bahia defende a liderança da Copa do Nordeste contra o Ceará

Clássico será disputado hoje, às 21h30, no Castelão

  • Foto do(a) author(a) Daniela Leone
  • Daniela Leone

Publicado em 6 de março de 2024 às 05:00

Após ser poupado no Baiano, Everton Ribeiro vai defender o Bahia contra o Ceará, na Copa do Nordeste
Após ser poupado no Baiano, Everton Ribeiro vai defender o Bahia contra o Ceará, na Copa do Nordeste Crédito: Tiago Caldas / ECBahia

Rivalidade em campo para apimentar um dos clássicos mais quentes da Copa do Nordeste. Bahia e Ceará já disputaram a taça em três finais do regional e, nesta quarta-feira (6), protagonizam a 5ª rodada da fase classificatória. Às 21h30, o tricolor defende a liderança do Grupo B, no estádio Castelão, em Fortaleza.

Com nove pontos, o Bahia tem a melhor campanha do Nordestão. O time comandado por Rogério Ceni foi o que mais venceu na competição. Bateu Sport, América-RN e CRB. O único tropeço foi a derrota para o River-PI. Também tem o melhor saldo de gols: foram seis marcados e dois sofridos. O aproveitamento é de 75%.

Se o Esquadrão tenta se manter no topo, o adversário não ganha há três rodadas e busca a reabilitação no campeonato. O Ceará está fora da zona de classificação, na 5ª colocação do Grupo A, com seis pontos, depois de uma vitória e três empates. Tem 50% de aproveitamento.

Apesar do início ruim, o clássico promete boas emoções. Dono de três títulos da Copa do Nordeste, o Ceará é o atual vencedor. Ficou com a taça no ano passado após desbancar o Sport na final. As outras duas comemorações, em 2015 e 2020, foram diante do Bahia. Tetracampeão, o tricolor conquistou o último troféu justamente sobre a equipe cearense, em 2021.

A partida contra os cearenses será a primeira da sequência de três jogos fora de casa que o Esquadrão terá em uma semana. No sábado, o time visita o Jequié, no interior do estado, para o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Baiano. Depois, na terça-feira, enfrenta o Caxias, no Rio Grande do Sul, em partida única, válida pela segunda fase da Copa do Brasil.

FORÇA TOTAL

A equipe que vai a campo contra o Ceará será bem diferente daquela que o torcedor viu vencer o Atlético de Alagoinhas, por 2x0, no último domingo (3), pelo Baianão. No estadual, com a classificação às semifinais já encaminhada, Rogério Ceni escalou um time alternativo. No clássico regional, o treinador vai mandar força máxima para as quatro linhas.

A defesa voltará a ser formada por Marcos Felipe, Arias, Kanu, Victor Cuesta e Luciano Juba. No meio-campo, Jean Lucas, Cauly e Everton Ribeiro também retornam. Este último havia se queixado de incômodo na coxa, mas participou normalmente dos dois últimos treinamentos e está à disposição para o jogo contra o Ceará.

A dúvida no meio-campo é entre Caio Alexandre e Rezende. Cada um atuou um tempo do jogo contra o Atlético de Alagoinhas e Rogério Ceni não sinalizou quem vai enfrentar o time cearense. No entanto, a tendência é que o primeiro fique com a posição, já que foi o escolhido em três dos quatro jogos disputados pelo Bahia no regional.

O ataque deve ser composto por Ademir e Thaciano, mas Everaldo também corre por fora. O Bahia deve entrar em campo com Marcos Felipe, Árias, Kanu, Cuesta e Juba; Caio Alexandre (Rezende), Jean Lucas, Cauly e Everton Ribeiro; Ademir (Everaldo) e Thaciano.