GANHOU ASAS

Bahia vence o Bragantino, mantém invencibilidade e segue no topo do Brasileirão

Thaciano marcou o único gol do Esquadrão em  triunfo na Fonte Nova

  • Foto do(a) author(a) Gabriel Rodrigues
  • Gabriel Rodrigues

Publicado em 12 de maio de 2024 às 20:31

Bahia x Red Bull
Thaciano celebra primeiro gol no Campeonato Brasileiro Crédito: Tiago Caldas /EC Bahia

O tabu de nunca ter perdido para o Bragantino como mandante foi mantido pelo Bahia. Na noite deste domingo (12), o tricolor fez um bom primeiro tempo e venceu o time paulista por 1x0, resultado que garantiu o Esquadrão na vice-liderança do Brasileirão. O time está empatado em pontos com o Athletico-PR, mas é superado no saldo de gols (6 contra 3).

O triunfo baiano foi construído no primeiro tempo. Thaciano, em boa articulação com Everton Ribeiro e Cauly, deu belo giro no marcador e anotou um golaço na Fonte Nova. O Bahia ainda marcou outros dois gols que foram anulados por impedimento. No fim, a vitória deixou a equipe com 13 pontos.

De quebra, o Bahia ainda manteve a invencibilidade em casa em 2024, e impôs a primeira derrota do Red Bull no Campeonato Brasileiro. O time paulista caiu para a sétima colocação. O próximo compromisso do Esquadrão na competição será contra o Atlético-MG, no domingo (19), na MRV Arena.

O JOGO

Por conta da vitória do Athletico-PR sobre o Palmeiras, o Bahia entrou em campo precisando vencer por pelo menos cinco gols de diferença para assumir a liderança do Brasileirão. O técnico Rogério optou por não mexer na equipe e repetiu a escalação pelo quarto jogo consecutivo.

Antes da partida, os jogadores usaram uma camisa pedindo doações para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. Quando a bola rolou, o Bahia tentou assumir o protagonismo a partir da posse de bola. No seu estilo característico, o tricolor ocupou bem os espaços e articulava o meio-campo para conseguir quebrar a marcação do Red Bull.

O Esquadrão ensaiou um bom momento logo aos 10 minutos. Everton Ribeiro fez um lindo cruzamento, Thaciano subiu entre os zagueiros e mandou para as redes, mas a arbitragem marcou impedimento e o gol foi anulado.

Apesar do domínio no meio-campo, o Bahia precisava ficar atento na marcação. Aos poucos, o Bragantino começou a achar espaços, principalmente pelas laterais. O chute de Lucas Evangelista levou perigo.

A partida então ficou aberta, com chances para os dois lados. A bola cruzada pela direita passou por Cauly dentro da área e chegou para Thaciano, mas o meia furou e perdeu uma grande chance. Mas a insistência do time baiano deu certo.

Aos 36 minutos, Everton Ribeiro puxou o contra-ataque e deu belo lançamento para Cauly. O meia cruzou rasteiro para Thaciano, que deu um lindo giro para se livrar da marcação de Nathan Mendes e com um toque sutil abriu o placar para o Bahia. Um golaço na Fonte Nova.

No segundo tempo, o Bahia viu o Red Bull impor o seu jogo nos primeiros minutos. O time paulista passou a marcar a saída do Esquadrão e incomodar no ataque. Porém, bastava o tricolor colocar a bola no chão que as boas chances apareciam. Aos oito minutos, Cauly achou Jean Lucas na área, o camisa 6 tocou na saída do goleiro, mas a arbitragem marcou impedimento e anulou mais um gol.

Com o controle do jogo retomado pelo Bahia, o duelo ficou desenhado entre um time que tinha a posse e tentava furar a marcação adversária contra outro que explorava o contra-ataque. Rogério Ceni então fez a primeira mudança e colocou Biel no lugar de Everaldo.

O Bahia baixou as linhas em parte do segundo tempo e os papeis se inverteram. O Bragantino chegou a balançar as redes, com o zagueiro Pedro Henrique, mas o impedimento foi marcado.

Já o Bahia teve a chance do segundo no rápido contra-ataque. Biel recebeu em boa condição, mas se atrapalhou na hora de dominar a bola e foi desarmado dentro da área.

Na reta final, o tricolor foi pressionado e Marcos Felipe fez boa defesa para impedir o empate. Mas o tricolor se defendeu bem e comemorou o triunfo após o apito final.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1x0 Red Bull Bragantino - Campeonato Brasileiro (6ª rodada)

Bahia: Marcos Felipe, Arias, Gabriel Xavier, Kanu e Luciano Juba; Caio Alexandre (Rezende), Jean Lucas, Everton Ribeiro (De Pena) e Cauly (Ademir); Thaciano (Ratão) e Everaldo (Biel). Técnico: Rogério Ceni.

Red Bull Bragantino: Cleiton, Nathan Mendes, Eduardo, Pedro Henrique e Luan Cândido; Jadsom (Lincoln), Gustavo Neves (Eric Ramires) e Lucas Evangelista (Matheus Fernandes); Helinho, Thiago Borbas (Talisson) e Vitinho (Mosquera). Técnico: Pedro Caixinha.

Local: Fonte Nova

Gol: Thaciano, aos 36 minutos do 1º tempo

Cartão amarelo: Kanu, Thaciano (Bahia); Lucas Evangelista, Jadsom, Mosquera (Bragantino)

Público: 36.523 pagantes

Renda: R$ 1.190.425,00

Arbitragem: Gustavo Ervino Bauermann (SC), auxiliado por Bruno Raphael Pires (GO) e Gizeli Casaril (SC).

VAR: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)