DISPUTA PELA TAÇA

Bahia venceu metade dos mata-matas iniciados no Barradão, mas precisa quebrar tabu para conquistar título

Tricolor terá que reverter vantagem do Leão para ser campeão na Fonte Nova

  • Foto do(a) author(a) Gabriel Rodrigues
  • Gabriel Rodrigues

Publicado em 2 de abril de 2024 às 16:43

Everton e Cauly
Everton e Cauly estão entre as armas do Bahia para evitar título do Vitória na Fonte Nova Crédito: Letícia Martins / EC Bahia

A derrota por 3x2 para o Vitória no primeiro jogo da final do Campeonato Baiano deixou o Bahia em desvantagem na busca pelo 51º título da competição. No próximo domingo (7), na Fonte Nova, o Esquadrão terá que vencer o rival por pelo menos dois gols de diferença para levantar a taça no tempo normal.

O triunfo por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis, enquanto o Leão tem a vantagem do empate para voltar a conquistar o título após sete anos de jejum. Apesar da missão complicada, os tricolores podem se apegar ao retrospecto para acreditar que o clube conseguirá dar a volta por cima.

Desde que o Vitória passou mandar os jogos no Barradão, seis disputas de mata-mata foram iniciadas entre tricolores e rubro-negros na casa do Leão e o histórico aponta equilíbrio, com cada equipe conquistando o objetivo final em três oportunidades cada.

Dos seis confrontos registrados, o Bahia perdeu o jogo de ida quatro vezes, mas em duas conseguiu desbancar o rival na partida de volta. Os dados foram levantados pela página EC Bahia Números.

Curiosamente, o Esquadrão levou a melhor sempre que perdeu por um gol de diferença. Em 2000, o Vitória venceu o jogo de ida da final do segundo turno do Baianão por 2x1. Os gols foram marcados por Cleiton e Juninho Petrolina, enquanto Uéslei descontou.

O rubro-negro precisava apenas de um empate na partida da volta, na Fonte Nova, mas o Bahia venceu por 3x0 e conquistou o turno. Uéslei, Luís Carlos Capixaba e Curê balançaram as redes.

Já em 2017, o confronto foi pela semifinal da Copa do Nordeste. O Vitória venceu por 2x1, no Barradão, mas o Bahia deu o troco na volta. Allione e Régis anotaram os tentos no 2x0 que colocaram o tricolor na final da competição regional.

Allione Bahia
Em 2017, Allione abriu o caminho para o triunfo por 2x0 que eliminou o Vitória e colocou o Bahia na final do Nordestão Crédito: Felipe Oliveira/EC Bahia

O Bahia também desbancou o rival na final do Campeonato Baiano de 2012. Dessa vez, no entanto, empatou por 0x0 na ida, no Barradão, e ficou no 3x3, em Pituaçu. Como tinha a vantagem de jogar por dois empates, o clube ficou com o título.

Por sua vez, o Vitória fez valer a vantagem quando conseguiu bater o tricolor no Barradão por pelo menos dois gols de diferença. Na final do Nordestão de 1999, o Leão fez 2x0 no jogo de ida e ficou com o título mesmo após a derrota por 1x0, na volta, na Fonte Nova.

O roteiro se repetiu na final do Campeonato Baiano de 2016: triunfo rubro-negro por 2x0 no Barradão, e derrota por 1x0, na Fonte Nova, que não impediu a equipe de levantar a taça.

O retrospecto dos mata-matas iniciados no Barradão tem ainda a disputa da semifinal da segunda etapa do primeiro turno do Baiano de 1995. Depois do empate por 2x2 na ida, o Vitória venceu por 1x0 na volta e eliminou o tricolor.

Veja o histórico de mata-matas iniciados no Barradão

1995 - Semifinal da 2ª etapa do 1º turno do Baiano

Ida: Vitória 2x2 Bahia

Volta: Bahia 0x1 Vitória

1999 - Final da Copa do Nordeste

Ida: Vitória 2x0 Bahia

Volta: Bahia 1x0 Vitória

2000 - Final do 2º turno do Baiano

Ida: Vitória 2x1 Bahia

Volta: Bahia 3x0 Vitória

2012 - Final do Baiano

Ida: Vitória 0x0 Bahia

Volta: Bahia 3x3 Vitória

2016 - Final do Baiano

Ida: Vitória 2x0 Bahia

Volta: Bahia 1x0 Vitória

2017 - Semifinal da Copa do Nordeste

Ida: Vitória 2x1 Bahia

Volta: Bahia 2x0 Vitória

TABU

Além de fazer valer o mando de casa, o Bahia terá que quebrar um tabu para conquistar o título sem depender dos pênaltis. Desde 2018 o tricolor não vence o Vitória por pelo menos dois gols de diferença.

A última vez foi na goleada por 4x1, na Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro. Zé Rafael, Vina, Gilberto e Tiago marcaram os gols. Lucas descontou para o rubro-negro.

De lá para cá, o Esquadrão bateu o rival outras três vezes. Entre Barradão e Fonte Nova, todos os placares terminaram com diferença de apenas um gol.

No único Ba-Vi disputado em 2024 na Fonte Nova, o Bahia venceu por 2x1, pela Copa do Nordeste. Caso o placar se repita no próximo domingo, o campeão baiano será decidido nos pênaltis.