Bia Haddad vira diante de 'pedra no sapato' e avança no WTA 1000 de Miami

Brasileira derrotou a francesa Diane Parry por 3/6, 6/1 e 6/4 e se classificou à segunda rodada do torneio

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 21 de março de 2024 às 15:21

Bia Haddad derrotou a francesa Diane Parry de virada
Bia Haddad derrotou a francesa Diane Parry de virada Crédito: Reprodução

A brasileira Bia Haddad está na segunda rodada do WTA 1000 de Miami. A cabeça de chave 11 desencantou em confrontos com a francesa Diane Parry, de quem jamais havia vencido, com virada por 3/6, 6/1 e 6/4 e deixou para trás o fantasma de quedas na estreia. Ela havia perdido quatro jogos de abertura no ano e pela segunda vez seguida passa pelo embate inaugural.

Por vezes na partida a brasileira colocou a mão na cabeça mostrando que estava "concentrada" para sair de pontos difíceis e se reerguer. A quebra no sétimo game do terceiro set, por exemplo, ela tinha 40 a 15 contra. E não se intimidou com as pancadas de Parry. O apoio da torcida também se tornou fundamental.

Bia Haddad entrou em quadra com um pequeno tabu a ser quebrado. Ela jamais havia vencido a francesa. Em dois duelos, ambos em 2021, foi derrotada, no WTA 125 de Buenos Aires e no ITF de Santiago, torneios menores do circuito mundial. Em momento muito melhor na carreira, como cabeça de chave 11 em Miami, a brasileira confiava em seu crescimento de desempenho para fazer um embate mais tranquilo.

Porém, o começo não foi como o esperado. A francesa largou melhor na partida e foi logo abrindo 2 a 0. Bia Haddad devolveu a quebra e buscou a igualdade. Mas cometia erros bobos. Ao perder o serviço novamente no game seis, não conseguiu mais esboçar reação e acabou perdendo o set por 6 a 3.

Acostumada a somar vitória SDE virada no circuito, Bia Haddad voltou com força na segunda parcial. Fez 2 a 1 e tinha 30 a 0 no saque da francesa quando a chuva chegou. Apesar de poucos pingos, Parry optou por parar, enquanto a brasileira queria seguir jogando para não perder o embalo. O jogo voltou e Bia abriu 3 a 1.

Depois tinha vantagem de 40 a 0 no saque quando novamente a partida foi interrompida por mais oito minutos. No retorno, Bia Haddad perdeu duas chances, mas fechou com bola na rede da rival e vibrou muito com os 4 a 1 no placar. O incentivo das arquibancadas também era um combustível a mais para a virada verde e amarela.

O segundo set foi todo de Bia Haddad, que voltou a quebrar e depois sacou bem para igualara o placar com vitória imponente no set por 6 a 1. A decisão no terceiro set viria com uma brasileira embalada e uma francesa sob pressão após se perder na partida.

A parcial começou com a francesa bem no saque e com Bia tendo de salvar break point para empatar em 2 a 2. No quinto game a brasileira abriu um 0 a 30 no serviço de Parry e não sustentou. Mas virou o jogo na parcial sete, fazendo 4 a 3 e com o serviço. Foi para o serviço para fechar em 6 a 4 e não decepcionou, fechando em pontos diretos. Bateu no peito para celebrar o triunfo e agradeceu o apoio da torcida.

OUTROS RESULTADOS

Parceira de duplas de Bia Haddad, a americana Taylor Townsend estreou em simples com grande vitória por duplo 6/2 sobre a belga Elise Mertens, cabeça de chave 25 em Miami.

Já a britânica Katie Boulter avançou sem ter de disputar um jogo inteiro. A cabeça de chave 24 tinha 7/6 (7/5) e 1 a 0 quando a checa Brenda Fruhvirtova abandonou após sentir uma lesão.