Capixaba

  • Item 1
  • Item 2
  • Item 3
  • Item 4
Capixaba
Polícia

Capitão do acesso, Zeca relembra trajetória difícil e agora mira título

Lateral afirmou que pensou em desistir do futebol, mas vê reencontro com a felicidade em retorno do Vitória à Série A

Salvador
Publicado em 12/11/2023 às 22:00:13
Zeca foi peça importante no elenco do Vitória que subiu para a Série A
Zeca foi peça importante no elenco do Vitória que subiu para a Série A. Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

Capitão do Vitória na campanha do acesso à Série A, o lateral Zeca se emocionou ao fim da partida diante Novorizontino, neste domingo (12), ao falar da campanha do Vitória na Série B e relembrar sua recente trajetória no futebol, marcada por altos e baixos e problemas pessoais.

Zeca iniciou ressaltando que o elenco do Leão sabia da importância da classificação nesta temporada e que o grupo conversou sobre a situação do clube nos últimos anos. 

“Tenho que agradecer a Deus. Sem palavra. Nós passamos por muitas coisas, falamos muito sobre o que o Vitória passou nesses últimos anos. Então tenho que agradecer à equipe, ao professor [Léo Condé], ao presidente Fabio Mota e à nossa família. É muito gratificante. Passei por uma fase difícil, há dois anos minha mãe faleceu e eu buscava alegria para jogar. E eu encontrei isso no Vitória. Não queria mais jogar bola, mas encontrei [felicidade] aqui e esse acesso é para minha mãe. Só agradecer a Deus e a essa torcida”, afirmou o jogador.

por

Zeca - lateral do Vitória sobre sua trajetória recente no futebol

"Acabei passando por adversidades e depois encontro essa alegria que é jogar no Vitória. Condé sempre conversa comigo e hoje sou líder desse elenco ao lado de outros. Isso é muito gratificante "

Sobre a partida, onde o Vitória foi inferior em boa parte dos 90 minutos, Zeca afirmou que sabia da dificuldade que teria em enfrentar o Novorizontino fora de casa. O lateral também ressaltou o papel de Zé Hugo, atacante que sofreu o pênalti do gol da virada aos 51 minutos do segundo tempo.

“Sabíamos que seria difícil, eles estão brigando pelo G4. Fomos alertados pelo professor. Nós tomamos o gol, empatamos, e quase tomamos o segundo. Mas fomos coroados com esse pênalti no Zé Hugo. Ele se emocionou bastante porque ele tem trabalhado muito, se dedicado muito”, explicou.

Ainda no campo, Zeca lembrou da luta que foi recuperar o grupo para o Vitória crescer na temporada após eliminações precoces em competições no primeiro semestre. O jogador afirmou que as conversas no vestiário uniram o time e transformaram o ambiente para a disputa da Série B.

“Quero enfatizar uma coisa: a gente no começo [do ano] foi mal e saiu do Baiano, Copa do Nordeste e da Copa do Brasil. Condé conversou com a gente e disse que teríamos 30 dias para mudar e trabalhar. Abrimos mão de muita coisa e falamos lá atrás que buscaríamos esse acesso e título. E tenho certeza que o aeroporto estará lotado com a torcida”, completou.

30°C
Salvador, BA - Brasil