E.C. VITÓRIA

Carpini terá baixas e retornos para estreia no comando do Vitória; veja situação do elenco

Treinador terá dois treinos para preparar o time contra o Atlético-GO

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 15 de maio de 2024 às 15:20

Vetado na última rodada do Brasileirão, Osvaldo está à disposição de Carpini para o jogo contra o Atlético-GO
Vetado na última rodada do Brasileirão, Osvaldo está à disposição de Carpini para o jogo contra o Atlético-GO Crédito: VICTOR FERREIRA / ECV

Thiago Carpini inicia um novo ciclo na carreira de treinador a partir de quinta-feira (16), quando se apresenta na Toca do Leão para assumir o comando do Vitória. Com o rubro-negro, ele terá duas missões imediatas, a reabilitação no Campeonato Brasileiro e a classificação para as oitavas de final na Copa do Brasil.

O Vitória ainda não venceu na competição de pontos corridos e amarga a zona de rebaixamento, em 18º lugar, com apenas um ponto. No torneio mata-mata, o rubro-negro foi derrotado pelo Botafogo no jogo de ida, por 1x0, no Engenhão, e tentará reverter a vantagem do empate que leva a equipe carioca na partida de volta, dia 22, no Barradão.

Carpini comandará apenas dois treinamentos até a estreia na área técnica do Vitória. O time baiano recebe o Atlético-GO, sábado (18), às 16h, no Barradão, em jogo válido pela 7ª rodada da Série A. Ele será apresentado à imprensa e ao elenco na tarde de quinta-feira.

O novo treinador encontrará um grupo em busca de recuperar a confiança adquirida com a conquista do título Baiano deste ano. O time já não vence há sete jogos e vem de quatro derrotas consecutivas. 

Goleiro menos vazado do estadual, Lucas Arcanjo amarga o status de segunda defesa que mais sofreu gols na largada do Brasileirão. São 11 tentos lamentados, em cinco jogos. A média é de 2,2 gols por jogo. Só o Fluminense, que levou 12 gols, tem estatística pior e um jogo a mais também. Substituto imediato de Arcanjo, Muriel ainda não deixou o banco de reservas no campeonato.

Nas laterais, duas baixas, ambas na direita. O paraguaio Raul Cáceres passou por cirurgia no calcanhar e segue em tratamento. Recém-contratado para suprir a carência sinalizada pelo departamento médico, Willean Lepo foi titular na rodada passada, mas lesionou a coxa e está vetado contra o Atlético-GO. Capitão do time durante toda a temporada, Zeca começou no banco diante do Vasco e é a única opção de ofício para a posição no momento. A lateral esquerda não tem restrições. Patric Calmon e Lucas Esteves estão à disposição.

Thiago Carpini poderá contar com o retorno do principal zagueiro do elenco. Após cumprir suspensão, Wagner Leonardo está liberado para atuar. Por outro lado, não terá o companheiro dele de posição. O suspenso da vez é Camutanga, por ter sido expulso no final do jogo contra o Vasco. Destro, Bruno Uvini é o principal candidato à vaga. Canhoto, Reynaldo deve ficar no banco.

Vetado no jogo passado por apresentar dor na coxa, o volante Willian Oliveira segue em tratamento e é a única baixa no meio-campo. O ataque também só tem um desfalque. Everaldo está machucado desde fevereiro e segue sem poder atuar. Recuperado do trauma na cervical que o tirou do jogo contra o Vasco, Osvaldo treinou normalmente esta semana.

Thiago Carpini precisará gerir o elenco e poderá dar oportunidade a jogadores sem espaço. Entre os de linha que estão à disposição, o zagueiro colombiano Cristián Zapata, o volante Caio Vinícius e o atacante equatoriano Eryc Castillo nunca foram aproveitados no Brasileirão. Atletas como Daniel Jr., Jean Mota e Léo Gamalho já entraram em campo no campeonato, mas tiveram poucas chances.