Jéssica Lima quebra sina no judô e fica com a prata no Grand Slam de Tóquio

Lima foi a segunda mulher brasileira a subir no pódio em Tóquio

Publicado em 2 de dezembro de 2023 às 10:07

Jessica Lima
Jessica Lima Crédito: Gabriela Sabau/IJF

Jéssica Lima levou o Brasil ao pódio do Grand Slam de Tóquio de judô após um hiato de dez anos. O feito foi realizado neste sábado ao bater a canadense Jessica Klimkait, no peso leve feminino, até 57kg. Na decisão da medalha de ouro, a brasileira acabou sendo derrotada pela bicampeã mundial, a japonesa naturalizada canadense Christa Deguchi, ficando com a prata.

Lima foi a segunda mulher brasileira a subir no pódio em Tóquio, no torneio mais tradicional do circuito mundial. Antes dela, apenas Érika Miranda, em 2013, conseguiu tal feito, também com a medalha de prata. No masculino, no mesmo ano, Charles Chibana e Rafael Silva, o Baby, ficaram em segundo lugar.

Jéssica Lima começou a competição da melhor maneira possível ao aplicar um lindo ippon sobre a chinesa Nok Sam Yeung. Nas oitavas de final, a brasileira encarou a vice-campeã mundial júnior, Riko Honda. A japonesa chegou a abrir um waza-ari de vantagem, mas levou a virada com um novo ippon de Lima.

Nas quartas de final, Lima atacou as pernas e derrubou a holandesa Pleuni Cornelisse para cravar sua vaga na semifinal. Na decisão por medalha, a brasileira não teve vida fácil, mas derrotou a canadense Jessica Klimkait no golden score. O objetivo já havia sido alcançado: voltar ao pódio após dez anos, mesmo assim, ela fez um duelo duro com Christa Deguchi, que usou toda a sua experiência para conquistar a sua sexta medalha no circuito mundial.

Além de Jéssica Lima, mais quatro brasileiros estiveram no tatame neste sábado, mas todos caíram na primeira luta. Na categoria até 57kg, Rafaela Lima perdeu para a ítalo-brasileira Thauany Dias. Já Kaillany Cardoso, até 70kg, foi imobilizada pela holandesa Kim Polling. Já Beatriz Souza, acima dos 78kg, foi derrotada pela japonesa Haruki Kodama. Por fim, Rafael Macedo, até 90kg, perdeu nas punições para Murad Fatiyev, do Azerbaijão.

A competição continuará neste sábado com mais brasileiros no tatame. As preliminares começam às 21h. Já as decisões por medalhas terão início na madrugada deste domingo.