Rybakina e Azarenka se garantem na primeira semifinal do WTA 1000 de Miami

O brasileiro Marcelo Melo passou para a terceira rodada de duplas

  • Foto do(a) author(a) Estadão
  • Estadão

Publicado em 27 de março de 2024 às 11:00

A primeira semifinal do WTA 1000 de Miami foi definida na terça-feira (26). A experiente russa Victoria Azarenka desafiará a técnica casaque Elena Rybakina por vaga na decisão de sábado. Ambas confirmaram o favoritismo em jogos duros.

Azarenka, de 34 anos, vem fazendo uma bela competição na busca do tetracampeonato em Miami. Ela já ergueu o troféu do WTA 1000 em 2009, 2011 e 2016. Mas havia seis temporadas que não ia tão longe na competição americana.

Para se garantir entre as quatro melhores, a russa teve de lutar muito diante de Yulia Putinseva, ganhando batalha de quase 3 horas (jogaram por 2h55) com parciais de 7/6 97/4), 1/6 e 6/3.

"Isso (três títulos em Miami) sempre ficará nos livros de história. É incrível que meu filho possa tirar fotos minhas com o troféu. É muito especial. Estou muito feliz porque depois de todos esses anos ainda continuo animada para fazer um show e sigo motivada para competir e ir atrás dos meus sonhos", comemorou Azarenka. "Estou no circuito faz 20 anos e ainda sinto que estou melhorando. Isso não tem preço para mim".

Já Rybakina e Sakkari protagonizaram um atrativo jogo para encerrar a jornada feminina do dia. E a tenista do Casaquistão, apontada como principal favorita ao título após a queda da líder do ranking Iga Swiatek, foi quem abriu a primeira vantagem da partida, com 4 a 2 e serviço à disposição. Mas a grega buscou a igualdade em 4 a 4 com pontos diretos e erros bobos da adversária.

Em um primeiro set bastante equilibrado, Rybakina fechou em 7 a 5 com quebra em maravilhosa paralela de direita. Ela havia desperdiçado dois sets points com 15 a 40, mas na terceira oportunidade, não desperdiçou a chance.

O segundo set começou maluco, com três quebras seguidas. Até então sacando bem, Rybakina mostrou-se um tanto nervosa e sofria para encaixar seus golpes. Viu Sakkari abrir 3 a 1 e optou por trocar a raquete.

A modificação deu certo e a devolução da segunda quebra, aliada a um serviço perfeito, colocou a casaque em vantagem pela primeira vez no set com 5 a 4, jogando a pressão para o outro lado. Com golpes precisos, 15 a 40 e dois match points para a quarta favorita. A grega se salvou e igualou o jogo em 5 a 5. A decisão foi ao tie-break, com Sakkari empatando com 7 a 4.

No terceiro set, as tenistas mantiveram seus serviços até o sétimo game, quando Rybakina conseguiu a quebra. A Casaque confirmou seu serviço, fez 5 a 3 e teve dois match points no nono game, mas viu Sakkari lutar muito para fechar para 5 a 4.

Mas Rybakina sacou muito bem no décimo game, obteve três aces e garantiu a vitória por 6 a 4, após 2h48 de um jogo muito bem disputado.

VITÓRIA BRASILEIRA

Ao lado do francês Eduard Roger-Vasselin, o brasileiro Marcelo Melo passou para a terceira rodada de duplas em Miami, após vitória sobre os americanos Christopher Eubanks e Ben Shelton por 6/7 (5/7), 7/5 e 10/8.