11 mitos e verdades sobre estrias

11 mitos e verdades sobre estrias

Especialista esclarece principais questionamentos sobre prevenção e tratamento dessas marcas na pele

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 9 de maio de 2024 às 11:29

Imagem Edicase Brasil
Estrias podem ser causadas por diversos fatores (Imagem: Prostock-studio | Shutterstock) Crédito:

As estrias atingem boa parte das mulheres, mas não oferecem nenhum tipo de perigo para a saúde. Mesmo assim, essas marcas na pele podem mexer com a autoestima e causar diversas dúvidas sobre prevenção e formas de tratamento. Por isso, a enfermeira especialista em estrias Dra. Talita Cibele, responsável pela clínica Novapelli, esclarece os principais questionamentos sobre o assunto. Confira!

1. Coçar a pele provoca estrias?

Mito. A coceira é uma consequência das estrias e não a causa delas. Algumas pessoas sentem coçar a pele quando as fibras elásticas da pele estão se rompendo. Outras chegam a sentir ardência e dor durante o rompimento.

2. Estria é um tipo de cicatriz?

Verdade. A estria acontece quando a pele estica rapidamente, seja em um estirão de crescimento na adolescência, na gestação ou em um processo de ganho de peso. Nos pontos em que a pele mais precisou se esticar ficam marcas, que podem ser vermelhas, brancas, roxas, castanhas ou pretas, dependendo do tom da pele.

3. Estrias só aparecem nas nádegas?

Mito. As estrias podem surgir em qualquer parte do corpo. As áreas mais comuns são seios, braços, costas, barriga, coxas, joelho, flancos e panturrilhas.

4. Tomar sol piora o aspecto das estrias?

Mito. O sol não muda em nada as estrias. O que acontece é que, no caso das marcas esbranquiçadas, quando o resto da pele está bronzeada, as estrias ganham mais destaque.

Imagem Edicase Brasil
Hidratar a pele durante a gestação ajuda a prevenir estrias (Imagem: Ground Picture | Shutterstock) Crédito:

5. Hidratar a pele da barriga evita o surgimento de estrias na gestação?

Verdade. Manter a pele hidratada durante a gestão ajuda na prevenção de estrias em todo corpo. O ideal é usar hidratantes específicos para gestantes, ricos em água, nutrientes e óleo para garantir umectação e retenção de água na pele.

6. Quanto mais antiga é a estria, mais difícil é o tratamento?

Mito. Os fatores que são levados em consideração para estabelecer o protocolo de estrias não tem nada a ver com a idade das marcas. Pontos como largura e profundidade da lesão, condição e saúde da pele são mais importantes que o tempo da estria.

7. O que define se a mulher vai desenvolver estria na gestação é a genética?

Verdade. O surgimento de estrias é multifatorial, ou seja, acontece por uma série de razões e a genética é uma delas. Hábitos alimentares , consumo de água e hidratação da pele também podem colaborar ou não para o aparecimento das lesões.

8. Estrias vermelhas são mais fáceis de serem tratadas?

Mito. A coloração das estrias não interfere no nível de dificuldade de tratamento. É possível tratar qualquer tipo de estria.

9. Consumo elevado de açúcar estimula o surgimento de estria?

Verdade. O açúcar provoca a inflamação dos tecidos , o que inclui a pele. Quando a pele está inflamada a chance do surgimento de estrias é maior. Além disso, existe a glicação, quando a molécula de glicose se fixa na fibra elástica da pele e provoca o rompimento da fibra.

10. Usar calça jeans e cinta modeladora provoca estria?

Mito. Fricção não impacta o surgimento de estrias, logo, o uso de calça jeans ou de cinta modeladora é indiferente.

11. Exercícios ajudam a prevenir estrias?

Verdade: Exercícios como como caminhada, natação e yoga ajudam a melhorar a circulação sanguínea e a manter um peso saudável, reduzindo o estiramento da pele.

Por Palloma Mina e Redação EdiCase