4 casos em que o passeio com o gato é recomendado

4 casos em que o passeio com o gato é recomendado

Especialista explica como essa prática pode ser benéfica para a saúde do bichano

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 9 de abril de 2024 às 00:25

Imagem Edicase Brasil
Em alguns casos, gatos precisam de passeios diários (Imagem: PERO studio | Shutterstock) Crédito:

A questão sobre a necessidade de passeios diários para felinos é um tema recorrente entre os tutores. Enquanto os cães são frequentemente associados a caminhadas diárias, a rotina de passeio para os bichanos é menos óbvia. No entanto, essa é uma prática que pode oferecer benefícios à saúde do animal de estimação.

“Passear com um gato pode oferecer novos estímulos sensoriais, como cheiros e sons. Por outro lado, como cada animal se difere do outro. Existem casos específicos em que o próprio gatinho gosta de dar uma volta por aí; ele sai de casa, sempre na coleira e acompanhado do seu tutor, com tranquilidade, e acaba até se divertindo. Porém, para outros bichanos, a situação pode ser muito estressante e, se isso acontecer, o melhor é não tentar passear com ele novamente”, comenta Wagner Brandão, comportamentalista animal

Veja, a seguir, os cenários em que os passeios diários se tornam uma necessidade para os felinos, conforme explicado por Wagner Brandão.

1. Gatos que vivem em apartamentos

Se um gato vive em um apartamento sem acesso a um jardim seguro ou espaço externo, passeios controlados podem ajudar a satisfazer seu desejo de explorar e fornecer estímulos mentais e físicos adicionais.

Imagem Edicase Brasil
Gatos com muita energia podem se beneficiar dos passeios (Imagem: NV – Studio | Shutterstock) Crédito:

2. Gatos com excesso de energia

Alguns felinos têm níveis de energia muito altos e podem se beneficiar de passeios para gastá-la.

3. Gatos obesos

Gatos com sobrepeso podem ter passeios regulares inclusos em um plano de perda de peso saudável, por exemplo, desde que estes sejam introduzidos gradualmente e os animais se mostrem confortáveis com a ideia.

4. Vivendo em áreas urbanas

Em áreas urbanas, onde é mais difícil proporcionar ambientes externos seguros para os bichanos, passeios podem ser uma maneira de dar aos gatos uma experiência ao ar livre controlada.

Cuidados antes do passeio com o gato

No entanto, é importante notar que nem todos os pets gostam de passear, e alguns podem ficar estressados ou ansiosos com a experiência. “Antes de começar a passear com seu gato, certifique-se de que ele está confortável com a ideia e use um equipamento adequado, como coleira e guia específicas para gatos. Além disso, se perceber que o gato não está confortável com essa situação e ele começar a miar alto, ou até mesmo tentar te arranhar, não insista no passeio”, finaliza Wagner Brandão.

Por Alice Veloso