4 investimentos para aumentar os seus ganhos

Desbloqueie o potencial das suas finanças com opções inteligentes e rentáveis

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 10 de julho de 2024 às 15:49

Imagem Edicase Brasil
Os investimentos são uma estratégia essencial para a construção e crescimento do capital profissional e empresarial (Imagem: Art Genie | Shutterstock) Crédito:

Investimentos são uma estratégia fundamental para a construção e o crescimento do capital pessoal e empresarial, permitindo rendimentos futuros. Contudo, investir de forma inteligente requer conhecimento, planejamento e uma análise cuidadosa das condições do mercado.

Para te ajudar nesse processo, confira 4 tipos de investimentos promissores!

1. Títulos do Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do governo brasileiro que permite a compra de títulos públicos federais por pessoas físicas. Opções como Tesouro Selic, Tesouro IPCA e Tesouro Prefixado atendem diferentes perfis de investidores, proporcionando proteção contra a inflação e estabilidade.

O Tesouro Direto “é considerado um investimento seguro, pois os títulos são emitidos pelo próprio governo. Além disso, possui baixo custo, liquidez no vencimento garantida pelo Tesouro Nacional e acessibilidade, uma vez que é possível começar a investir com valores pequenos”, explica o analista financeiro Valtair Justino.

2. Certificados de Depósito Bancário (CDBs)

Outra opção de investimento é o CDB, ou Certificado de Depósito Bancário, título de renda fixa emitido por bancos para a captação de recursos junto aos investidores. Dessa forma, o banco realiza a captação, e o investidor recebe uma taxa de retorno sobre o capital investido, que pode ser prefixada, pós-fixada ou híbrida. A instituição utiliza o CDB para obter crédito para suas operações, o que pode incluir concessão de empréstimos e outras atividades financeiras.

Imagem Edicase Brasil
LCI e LCA são isentos de imposto de renda para pessoas físicas e são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (Imagem: Ei Ywet | Shutterstock) Crédito:

3. Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

LCI e LCA são títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras com o objetivo de captar recursos para financiar, respectivamente, o setor imobiliário e o agronegócio. Eles são isentos de imposto de renda para pessoas físicas e são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

4. Fundos Imobiliários (Flls)

Embora envolvam mais riscos do que os títulos públicos, os FIIs são uma maneira segura de investir em imóveis. Eles proporcionam rendimentos regulares por meio de aluguéis e têm potencial de valorização do capital. Contudo, diferentemente dos demais, é essencial entender bem o funcionamento desse tipo de investimento para não perder dinheiro.

“Da mesma forma que existem médicos bons e médicos ruins, também existem fundos imobiliários interessantes e outros não. Se os fundos bons podem te fazer ganhar muito dinheiro , os ruins podem trazer grandes prejuízos. Então escolha muito bem no que você vai investir”, detalha o analista financeiro Valtair Justino.