4 vantagens da utilização do piso vinílico

Arquiteta explica como essa opção pode ser muito vantajosa para áreas internas de casas e apartamentos

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 10 de julho de 2024 às 15:49

Imagem Edicase Brasil
O piso vinílico é uma opção que pode trazer mais conforto e facilidade para os moradores (Imagem: Guilherme Pucci | Projeto: Júlia Guadix) Crédito:

Altamente resistente a riscos e manchas, o piso vinílico vem conquistando cada vez mais os projetos de casas e apartamentos. As placas adesivas, coladas no contrapiso, também possuem tecnologia hipoalergênica e absorção de ruídos, além de apresentarem uma ótima durabilidade.  

Com uma espessura de 2 a 5 mm, o piso vinílico permite ainda que sua aplicação seja feita até em cima de outro piso, desde que a superfície esteja perfeitamente lisa, propiciando assim facilidade na hora de instalação – é um alívio evitar quebra-quebra e o acúmulo de resíduos. 

“Esse tipo de piso transmite conforto termoacústico e é excelente para compor a área social, como hall de entrada, sala de estar e jantar, assim como os dormitórios . Entretanto, ele não fica restrito apenas às áreas ‘secas’, pois desde que a limpeza seja feita sem jogar baldes de água, o vinílico é perfeitamente adequado também para cozinhas e áreas de serviço […]”, explica a arquiteta Júlia Guadix, à frente do Studio Guadix. Segundo ela, o material é resistente à umidade e líquidos, apenas a sua cola não deve ser imersa na água. 

Abaixo, confira algumas vantagens do piso vinílico!

1. Conforto térmico e acústico

Um dos principais motivos que tem feito o piso vinílico tão procurado está relacionado a sua capacidade de oferecer conforto térmico aos moradores. Essa característica ajuda a manter uma temperatura agradável no piso, independentemente da estação do ano.

Mesmo no frio, o material possibilita que o morador possa sair quentinho das cobertas e colocar o pé diretamente no chão sem sofrer um choque térmico. No contraponto, nos dias quentes, o piso revela-se refrescante, visto que não absorve o gradiente de temperatura presente no cômodo. 

Outro bem-estar está relacionado à acústica: quem mora em apartamento sabe que certos barulhos e ruídos podem ser incômodos em algum momento para o vizinho da laje inferior. O vinílico colabora para abafar o som, deixando o ambiente mais confortável para circulação. Com isso, permite que o caminhar de salto alto, a presença de pets e mudanças de móveis do lugar causem menos incômodo aos vizinhos debaixo.  

Imagem Edicase Brasil
O piso vinílico pode ser encontrado em diversas cores e texturas (Imagem: Guilherme Pucci | Projeto: Júlia Guadix) Crédito:

2. Variedade de modelos 

Por possuir uma diversidade de texturas, cores e formatos, o revestimento vinílico agrega muito ao décor . O morador pode encontrar peças parecidas com madeira, mármore e cimento queimado, entre outras variações, dando a possibilidade de escolher aquele que mais se harmoniza com o estilo de decoração proposto para o projeto.

Com o vinílico é possível criar um visual moderno e diferenciado. “Gosto muito de especificar nos projetos, pois conseguimos o aspecto de um assoalho de madeira por um custo muito inferior ao da madeira”, comenta a arquiteta. 

3. Sustentabilidade 

Geralmente, o piso vinílico é composto por PVC, um produto efetuado com material reciclável e de baixo impacto ambiental, tornando esse revestimento uma escolha sustentável e alinhada com a natureza. Para Júlia Guadix, esse atributo reforça sua preferência pelos consumidores , já que a sustentabilidade é um dos temas mais debatidos mundialmente em todos os setores, inclusive na construção civil.  

4. Cuidados e limpeza 

Na hora da faxina, o processo é muito tranquilo. Embora aceite bem alguns produtos como detergente neutro, vinagre e água sanitária, é sensível a outros componentes químicos como sabão em pó, solventes e derivados de petróleo, visto que desgastam a superfície do piso.

“Como esse tipo de revestimento foi desenvolvido para decoração de interiores e sua cola não é resistente à água, não é recomendado aplicação do piso em áreas externas ou box de chuveiro”, conclui Júlia Guadix. 

Por Glaucia Ferreira