Edicase Brasil

5 provas de que o BBB é um case de marketing e comunicação

Veja como a junção de alguns fatores torna o programa querido pelo público e pelas marcas

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 18 de janeiro de 2024 às 17:53

Imagem Edicase Brasil
A variedade de participantes é um dos fatores que atrai bastante audiência e publicidade para o reality show (Imagem: Reprodução digital | Globoplay) Crédito:

Acompanhado por milhões de brasileiros, o Big Brother Brasil (BBB) permanece como um fenômeno televisivo. Em sua 24ª edição, o programa já provou que é muito mais do que um simples reality show e que se tornou uma plataforma estratégica, tanto para marcas quanto para influenciadores digitais.

Neste ano, o BBB continua a manter sua tradição de capturar não apenas a atenção do grande público, mas também de patrocinadores de renome, incluindo empresas como iFood, Chevrolet, Rexona, Mercado Livre, Stone e Pantene.

Estratégias que conectam com o público

A força do BBB24 reside não apenas na diversidade de seus participantes, mas também nas estratégias de comunicação e marketing que elevaram a experiência do espectador. Desde a inclusão de personalidades reconhecidas até o cuidadoso equilíbrio entre histórias de superação e entretenimento musical, o programa se adapta continuamente às mudanças nas preferências do público.

A entrada de influenciadores digitais no elenco é particularmente notável, evidenciando a resposta proativa do BBB às transformações nas dinâmicas de consumo de mídia. Essa integração estratégica não apenas revitaliza a audiência do programa, mas também capitaliza a influência significativa dessas figuras nas redes sociais, consolidando o programa como um fenômeno que transcende os limites da televisão tradicional.

Motivos por trás do sucesso do BBB

Abaixo, veja os motivos que fazem do Big Brother Brasil a maior sensação da televisão brasileira!

1. Variedade de participantes

A inclusão de uma gama diversificada de participantes continua sendo uma estratégia-chave. Desde personalidades conhecidas até influenciadores digitais, a mistura de perfis promete atrair diferentes segmentos do público, mantendo o interesse ao longo da temporada.

2. Narrativas de resiliência e empatia

Narrativas de superação e empatia mantêm-se como ferramentas valiosas para engajamento. Histórias de vida inspiradoras, como a superação de desafios pessoais, podem estabelecer conexões emocionais mais profundas com o público.

Imagem Edicase Brasil
Inserir artistas musicalmente renomados no programa amplia a diversidade do elenco e promove uma conexão com a audiência (Imagem: Reprodução digital | Globoplay) Crédito:

3. Influência musical

A inclusão estratégica de participantes com relevância na indústria musical no Big Brother Brasil 24 não só diversifica o elenco, mas cria uma sinergia única entre o entretenimento televisivo e a cena musical contemporânea. Ao incorporar artistas consagrados, o programa não apenas atrai audiências apaixonadas pela música, mas também estabelece conexões emocionais mais profundas com a audiência.

4. Domínio dos meios digitais

A imperatividade de manter uma presença significativa nas plataformas digitais permanece incontestável. Essa abordagem não apenas amplifica o alcance do programa para além da tela tradicional, mas também estabelece uma ponte direta com audiências que consomem predominantemente conteúdo online. Também representa uma visão estratégica que reconhece e abraça as dinâmicas em constante mutação do panorama midiático contemporâneo.

5. Gestão de crises aprimorada

Considerando a natureza potencialmente polêmica do programa, a gestão de crises torna-se ainda mais crucial no BBB. Participantes , especialmente aqueles já com uma base de fãs, precisam de uma comunicação eficaz e uma estratégia de gestão de crises robusta para enfrentar desafios e preservar suas imagens.

Por Beatriz Destefani Augusto e Maria Carolina Rossi

Jornalistas, especialistas em PR e fundadoras da Comunica PR, agência de Relações Públicas