7 benefícios do azeite para a saúde e como usá-lo na alimentação

Veja como adicioná-lo à dieta pode favorecer o funcionamento do corpo e auxiliar na prevenção de doenças

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 14 de junho de 2024 às 18:28

Imagem Edicase Brasil
O uso do azeite pode trazer diversos benefícios para a saúde (Imagem: Avocado_studio | Shutterstock) Crédito:

O azeite de oliva é um componente fundamental da dieta mediterrânea e um dos alimentos mais antigos e valorizados na história da humanidade. As primeiras evidências do cultivo de oliveiras datam cerca de 6.000 a.C., época em que o óleo das azeitonas começou a ser extraído para usos alimentares, medicinais e religiosos. Rico em ácidos graxos, ele oferece inúmeros benefícios para a saúde e o bem-estar geral. Veja a seguir!

1. Beneficia a saúde cardiovascular

O azeite é rico em ácidos graxos monoinsaturados, especialmente o ácido oleico, que ajuda a reduzir o colesterol “ruim” (LDL) e a aumentar o colesterol “bom” (HDL), promovendo a saúde vascular e auxiliando na prevenção de doenças cardiovasculares como a hipertensão.

“Uma alimentação de qualidade vai além do prazer culinário ou estética. É um fator que possui um impacto gigantesco na saudabilidade do corpo humano. Não à toa, a imensa maioria dos tratamentos que visam à redução do LDL (colesterol ruim) estão intrinsecamente conectados a uma agenda de refeições balanceadas”, destaca a médica Dra. Julia Machline Carrion, Head of Medical Affairs da epHealth.

2. Poder anti-inflamatório

Os compostos anti-inflamatórios presentes no azeite, como o oleocantal, têm efeitos semelhantes aos dos medicamentos anti-inflamatórios não esteroides. Além disso, é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que contribuem para a redução da inflamação no corpo.

3. Ajuda a prevenir o diabetes tipo 2

O azeite de oliva contém ácido oleico e outros ácidos graxos que ajudam a melhorar a sensibilidade à insulina nas células. Isso permite uma absorção mais eficiente de açúcar pelo sangue, reduzindo os picos de glicose após as refeições. Esses benefícios contribuem para a redução dos níveis de açúcar e ajudam a prevenir o desenvolvimento do diabete tipo 2.

4. Propriedades antioxidantes

O azeite é rico em vitamina E e polifenóis, antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres no corpo, reduzindo a inflamação e protegendo as células contra danos. “As células do nosso corpo estão constantemente sujeitas a danos tóxicos pela formação de radicais livres, que são provenientes de reações que ocorrem na membrana das células, e são responsáveis pela ocorrência de diversas enfermidades e processos degenerativos do organismo humano”, explica o cardiologista Bruno Ganem.

Imagem Edicase Brasil
As propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias do azeite preservam a saúde do cerébro (Imagem: New Africa | Shutterstock) Crédito:

5. Auxilia a saúde cerebral

Graças às suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, o azeite ajuda a proteger o cérebro contra o estresse oxidativo e inflamações, preservando a saúde das células nervosas e promovendo um funcionamento cerebral ideal ao longo do tempo. Esses efeitos também podem ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de doenças degenerativas, como o Alzheimer.

6. Melhora da digestão

O ácido oleico é reconhecido por suas propriedades emolientes, que auxiliam no revestimento e proteção do trato digestivo, contribuindo para a redução de inflamações e irritações, além de promover a absorção adequada de nutrientes.

7. Ajuda a saúde da pele

Além de suas propriedades antioxidantes, o azeite também contém vitaminas A e K, que ajudam a melhorar a elasticidade da pele e a promover a regeneração celular. Seu uso regular pode auxiliar na redução da aparência de rugas e linhas finas, deixando a pele mais suave e radiante.

“Os antioxidantes na dieta podem desempenhar um papel importante na prevenção do envelhecimento da pele e anexos cutâneos, pois são compostos que ajudam a proteger as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, moléculas instáveis que podem causar estresse oxidativo, que está associado ao envelhecimento prematuro da pele e a uma variedade de problemas dermatológicos”, explica a nutróloga Dra. Marcella Garcez.

Adicionando o azeite na dieta

É fácil incluir o azeite na dieta. Ele pode ser utilizado como base para temperar saladas, preparar molhos e vinagretes caseiros, ou finalizar pratos como legumes grelhados, carnes, peixes e sopas, realçando o sabor e adicionando nutrientes.

É possível substituir o óleo e a manteiga pelo azeite para fritar os ovos, refogar vegetais ou grelhar carnes. Também dá para combiná-lo com ervas e especiarias para fazer um molho saboroso para pães, ou usá-lo como base para marinadas de carnes, frangos e peixes. Além de adicionar um sabor delicioso às refeições, também trará benefícios para a saúde e o bem-estar geral.