Edicase Brasil

Veja os benefícios do hambúrguer artesanal e aprenda a prepará-lo

Essas opções oferecem valor nutricional superior e são uma alternativa aos industrializados

  • Foto do(a) author(a) Portal Edicase
  • Portal Edicase

Publicado em 2 de maio de 2024 às 18:28

Imagem Edicase Brasil
Hambúrguer artesanal é uma alternativa mais saudável para a saúde (Imagem: minadezhda | Shutterstock) Crédito:

Devido a sua versatilidade de sabores e texturas, o hambúrguer tornou-se um lanche muito pedido entre os brasileiros, especialmente com a popularização dos deliveries. No entanto, não é sempre que o alimento é uma alternativa saudável, já que muitos são preparados com ingredientes industrializados e com alto teor de sódio, o que pode prejudicar a saúde.

Apesar disso, você não precisa deixar de apreciar essa iguaria. Afinal, segundo Paloma Popov, professora do curso de Nutrição no Centro Universitário de Brasília (CEUB), os hambúrgueres artesanais, preparados com ingredientes naturais, são uma excelente substituição.

“Quando comparados aos hambúrgueres industrializados e às carnes compactadas, os hambúrgueres artesanais se destacam pela sua simplicidade e pureza de ingredientes. Enquanto os industrializados podem conter uma variedade de carnes misturadas, como soja, amido e outros aditivos, os artesanais são tipicamente feitos apenas com carnes, com a adição ocasional de farináceos, como aveia, chia ou linhaça, para ligar os ingredientes. Isso permite aos consumidores um maior controle sobre a qualidade e a origem dos ingredientes”, explica a nutricionista.

Benefícios do hambúrguer artesanal

Veja como esse tipo de hambúrguer pode oferecer benefícios à saúde:

  • Menos aditivos alimentares: hambúrgueres artesanais têm, geralmente, menos aditivos alimentares, o que resulta em uma redução significativa de sódio. Além disso, enquanto alguns hambúrgueres industrializados podem conter corantes alimentícios, os artesanais usualmente não apresentam essa adição;
  • Índice de gordura baixo: hambúrgueres produzidos pela indústria frequentemente contêm uma variedade de carnes, soja, gordura e amido para formar uma massa homogênea, bem como gordura hidrogenada para conservação. Por outro lado, os produtos caseiros e artesanais são geralmente compostos apenas de proteínas, permitindo maior controle sobre o teor de lipídios;
  • Valor nutricionalelevado: os hambúrgueres artesanais apresentam, na maior parte dos casos, menor teor calórico. Isso se deve ao fato de que os hambúrgueres industrializados geralmente contêm adições de conservantes e espessantes, o que aumenta o valor calórico e reduz o valor nutricional;
  • Melhor capacidade de absorção de microbiotas: devido à adição de ingredientes como aveia, que contribuem com fibras vegetais, as opções artesanais apresentam melhor absorção dos micronutrientes. A nutricionista indica a harmonização dos farináceos, como aveia e chia, com o hambúrguer artesanal de peixe. “Pode ser o filé de peixe moído, tilápia, merluza ou outros. Os carboidratos ricos em fibras ajudam a dar consistência ao hambúrguer, além de ser uma opção saudável para refeições”, diz.

Imagem Edicase Brasil
Hambúrguer artesanal de peixe (Imagem: Mironov Vladimir | Shutterstock) Crédito:

Receita de hambúrguer artesanal de peixe

Ingredientes

  • 3 filés de peixe cortados em cubos
  • 1/2 cebola descascada e picada
  • 1 ovo
  • 1/4 de xícara de chá de farinha de aveia
  • 2 talos de cebolinha fatiados
  • 1/2 colher de chá de coentro em pó
  • 1 colher de chá de sal
  • Raspas de 1 limão
  • Azeite a gosto

Modo de preparo

Em um liquidificador, coloque o peixe e triture bem. Adicione a cebola, as raspas de limão, o coentro, o sal e o ovo e bata novamente para incorporar. Transfira para um recipiente, acrescente a cebolinha e, aos poucos, a farinha de aveia e mexa até obter uma massa moldável. Após, modele no formato de hambúrgueres e reserve. Em uma frigideira, coloque o azeite e leve ao fogo médio para aquecer. Aos poucos, disponha os hambúrgueres sobre ela e doure os dois lados. Desligue o fogo e sirva em seguida.

Por Loane Bernardo