Alejandro Iñárritu, diretor de O Regresso, é favorito ao Oscar; veja concorrentes

Linha Fina Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipisicing elit. Dolorum ipsa voluptatum enim voluptatem dignissimos.

Publicado em 24 de fevereiro de 2016 às 12:01

- Atualizado há 10 meses

O REGRESSO (ALEJANDRO G. IÑÁRRITU)Depois de conquistar o Oscar de Melhor Diretor ano passado por Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), o mexicano Alejandro González Iñárritu volta com mais uma grande aposta: o filme O Regresso. Com o drama estrelado por Leonardo DiCaprio, ele pode receber o prêmio pela segunda vez consecutiva, mantendo o posto de segundo latino-americano premiado no Oscar - o primeiro foi Alfonso Cuarón, em 2014, pelo filme Gravidade. 

Nascido na Cidade do México em 15 de agosto de 1963, Alejandro González Iñárritu teve seu primeiro reconhecimento pela Academia de Hollywood em 2007, quando Babel foi indicado a melhor filme, mas perdeu para Os Infiltrados, de Martin Scorsese. Babel integra a trilogia composta por 21 gramas (2003) e Amores Brutos (2000).(Foto: AFP)O QUARTO DE JACK (LENNY ABRAHMSON)Lenny Abrahmson, 49 anos, era pai de um filho de quatro anos à época em que leu o best-seller O Quarto de Jack, escrito por Emma Donoghue. O livro conta a história de um menino de cinco anos, que vive confinado em um quarto sem janelas desde que nasceu. A trama é inspirada numa história real que chocou o mundo em 2008: a do austríaco Josef Fritzl que sequestrou a filha e a manteve confinada por 24 anos no porão da própria casa da família, tempo em que teve com ela sete filhos. 

Abrahamson decidiu enviar uma carta para a autora Emma Donoghue, a fim de mostrar sua visão de como deveria ser o filme sobre livro. "Oh, ele me entende totalmente", foi a resposta da escritora da obra e roteirista do longa, que topou na hora trabalhar com o diretor irlandês. Essa é a primeira indicação ao Oscar de Abrahmson, que assina os filmes Adam & Paul (2004), Garage (2007), Frank (2014).(Foto: Divulgação)A GRANDE APOSTA (ADAM MCKAY)Adam McKay, 47 anos, é um ator, cineasta, comediante, produtor e roteirista americano, premiado no Globo de Ouro e Bafta. Realizador vindo da comédia mainstream, tem conquistado reconhecimento, mas confessa que acha difícil ganhar o Oscar e que já está feliz em ter levado o Globo de Ouro para casa. Com A Grande Aposta, filme sobre a queda de Wall Street em 2008, quis incomodar os banqueiros americanos fazendo o chamado cinema-denúncia. (Foto: Divulgação)

MAD MAX: A ESTRADA DA FÚRIA (GEORGE MILLER)George Miller, 70 anos, ficou conhecido por seu trabalho nos quatro filmes da franquia Mad Max, mas foi envolvido em uma aberta gama de projetos, incluindo o filme premiado Happy Feet. Logo após a estreia de Mad Max: A Estrada da Fúria, ele afirmou que a sequência do filme vai se chamar Mad Max: The Wasteland (Algo como Mad Max: A Terra Desolada, em tradução livre para o português). O roteiro para o quinto filme já está pronto.(Foto: AFP)SPOTLIGHT (TOM MCCARTHY)

Spotlight é o primeiro filme inspirado em fatos reais do ator, diretor e roteirista americano Thomas McCarthy, 49 anos. A trama conta a história de como repórteres do jornal The Boston Globe descobriram o enorme escândalo de abuso infantil envolvendo a Igreja Católica e como eles se infiltraram na Arquidiocese local.

No início da carreira, Tom McCarthy atuou em filmes como Entrando Numa Fria e Boa Noite, Boa Sorte. A estreia de McCarthy na direção veio com O Agente da estação (2003), que ele também escreveu, tendo vencido o Bafta de Melhor Roteiro Original. Seu segundo longa como diretor, O Visitante (2008), venceu o Independent Spirit Award de Melhor Diretor. Seu terceiro filme foi Ganhar ou Ganhar: A Vida É um Jogo (2011).  

Em 2010, McCarthy foi indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Original pela animação Up: Altas Aventuras.(Foto: AFP)