JUSTIÇA

Acusado de matar bailarino do TCA vai a júri popular nesta terça-feira (9)

Gerfersson  foi preso em flagrante pela morte do ex-namorado, Ajax Vianna

  • Foto do(a) author(a) Bruno Wendel
  • Bruno Wendel

Publicado em 8 de abril de 2024 às 12:38

 Corpo de Ajax Viana foi encontrado com sinais de espancamento
Corpo de Ajax Viana foi encontrado com sinais de espancamento Crédito: Reprodução

Depois de mais de três anos do assassinato do bailarino e coreógrafo do Balé do Teatro Castro Alves (BTCA) Ajax Vianna, o acusado do crime, Gerfersson Nascimento Oliveira, sentará no banco dos réus. Ele era namorado da vítima, que morreu espancada. O júri popular será nesta terça-feira (9), no Fórum Ruy Barbosa, às 8h.

A responsável por presidir o julgamento será a juíza Gelzi Maria Almeida Souza, da 1ª Vara do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA). Haverá a presença da representante do Ministério Público do Estado (MPBA), a promotora Isabel Adelaide de Andrade Moura, do Núcleo do Júri.

O corpo de Ajax foi encontrado no apartamento onde morava, na Avenida Magalhães Neto, no dia 23 de dezembro de 2020. A denúncia do MPBA aponta que Gerfersson agiu conscientemente e com intenção de matar a vítima. As agressões feitas pelo acusado causaram lesões atestadas pelo laudo pericial feito no corpo de Ajax.

Na ocasião, Gerfersson foi preso em flagrante e confessou o crime. Ele já tinha passagem por estupro de vulnerável e tinha mandado de prisão em aberto.

Ajax era tido como praticamente um fundador do Balé do Teatro Castro Alves (BTCA), pois entrou na companhia um ano após sua fundação, em 1982. De lá, não saiu mais.

A investigação, conduzida pela Polícia Civil, apurou que Gerfesson fazia uma série de ameaças contra Ajax em mensagens trocadas pelo WhatsApp. Além disso, o suspeito exigia de forma recorrente que ele depositasse dinheiro em sua conta.