CRIME

Alvo de ação policial, Jardim Cajazeiras é 'central' de ex-policial que virou traficante

Joel Cardoso dos Santos, conhecido como ‘Coroa’, é um dos líderes do tráfico no bairro

  • Foto do(a) author(a) Wendel de Novais
  • Wendel de Novais

Publicado em 8 de abril de 2024 às 18:00

Joel foi integrante do Baralho da SSP de 2016 a 2018 Crédito: Reprodução/SSP-BA

O bairro de Jardim Cajazeiras, que foi alvo de uma ação policial que terminou com dois suspeitos mortos na manhã desta segunda-feira (8), é uma área de atuação de Joel Cardoso dos Santos, ex-policial e traficante conhecido como ‘Coroa’. No local, moradores temem comentar sobre o criminoso, mas reconhecem Joel pelo apelido e afirmam que se trata de figura conhecida há mais de 10 anos no bairro.

“Já ouvi falar dele, acho que todo mundo aqui já ouviu. É um dos antigos que atuam na região e, uma hora ou outra, sempre sai comentário ou ‘aviso’ de quem manda e esse nome é ouvido. Essa área dos prédios, inclusive, é onde o pessoal dele fica”, conta um morador, sem se identificar. A área citada é o Residencial Jardim Cajazeiras, local onde dois homens, que não foram identificados, morreram após entrarem em confronto com agentes da Bpatamo e CPRC-central.

Procurada, a Polícia Militar da Bahia (PM-BA) confirmou a ocorrência. “Os PMs desenvolviam ações de intensificação do patrulhamento na região, quando avistaram um grupo de indivíduos armados que, ao perceber a aproximação dos policiais, atiraram contra os militares, sendo necessário o revide. Após os tiros, dois homens foram encontrados feridos, sendo socorridos de imediato para o Hospital Professor Eládio Lassére, onde não resistiram aos ferimentos”.

auto-upload
Joel é liderança do tráfico em Jardim Cajazeiras Crédito: Wendel de Novais/CORREIO

Uma prova da longa atuação de Joel em Jardim Cajazeiras é a sua prisão no bairro em setembro de 2012, sob a condição de suspeito por assassinatos e tráfico de drogas. Apesar disso, ele acabou indiciado, em 2014, apenas pelo crime de homicídio qualificado contra Tamires Conceição da Silva por conta de uma dívida. Em fevereiro deste ano, acabou absolvido por falta de provas. 

Antes se tornar traficante, Joel foi policial lotado no 8º Batalhão da Polícia Militar. Em 1997, foi excluído da corporação, informou a Polícia Militar. O motivo do desligamento não foi informado.

A PM foi questionada se a ação desta segunda-feira tinha Joel como alvo. No entanto, não respondeu sobre isso em específico e apenas confirmou a ocorrência com dois mortos. Na ação, foram encontrados dois revólveres de calibre 38, sendo um deles com numeração raspada, munições dos calibres 38 e 9mm, 15 porções de crack, 363 de cocaína, uma arma de choque, quatro rádios comunicadores e uma balança de precisão, que foram apresentadas na sede do DHPP, onde a ocorrência foi registrada.