SALVADOR

Após nove horas, trabalhador preso em bueiro no bairro de Pernambués é resgatado

Após ser retirado, o homem foi levado para uma unidade de saúde

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 11 de abril de 2024 às 16:50

Homem foi resgatado nesta tarde Crédito: Divulgação

Depois de nove horas, bombeiros militares do 3° Batalhão, em Salvador, conseguiram resgatar o homem que estava preso na tubulação da rede de drenagem no bairro de Pernambués, na capital baiana. Eles estava preso desde às 9h da manhã desta quinta-feira (11). Ele foi retirado por volta das 16h.

De acordo com moradores, o operário, identificado apenas como Jonatas, estava cavando no local quando o barro desceu e ele acabou ficando com as duas pernas presas pela terra. Ele fazia um serviço para a prefeitura. 

Após ser retirado à tarde, o homem foi levado para uma unidade de saúde por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Não há detalhes sobre o estado de saúde dele. Policiais militares e representantes da Embasa e da Codesal deram apoio à ocorrência.

Trinta bombeiros militares atuaram na ocorrência de resgate. Foram utilizados equipamentos como pás e enxadas e colocado escoras para evitar que a terra cedesse enquanto a operação era realizada, explicou o Corpo de Bombeiros. Durante a ação, os bombeiros conversaram com a vítima, que estava consciente, para que o rapaz entendesse o que estava sendo feito.

Moradores tentaram ajudar

"Era umas 9h e ele estava cavando, junto de outros dois trabalhadores. Na hora, o barro acima do buraco desceu e ele caiu junto. Quando a gente foi ver, estava com as duas pernas debaixo da terra, com água e lama. Ele começou a se desesperar e a gente tentou tirar, mas não conseguimos", conta Juliana dos Santos, 24 anos, que tentou dar socorro ao trabalhador.

O grupo que foi ajudar conseguiu até tirar uma perna da terra, mas não teve sucesso em fazer o mesmo com a outra. "A água entrou dentro da calça e prendeu com o barro porque ele está com duas calças e uma bota. Uma das calças é apropriada para entrar no esgoto, mas acabou prendendo. Vimos que não daria para tirar e chamamos os Bombeiros", termina Juliana.

Junto com o barro que soterrou a perna de Jonatas, a água começou inundar o bueiro onde o operário ficou preso. Os moradores afirmam que mais de 15 baldes de água foram tirados do local, já que a água começou a subir e chegou na cintura do operário. 

Em nota, a Prefeitura disse que o caso não se tratou de um soterramento. Em uma obra de drenagem, um trabalhador prendeu as pernas na lama e imediatamente os órgãos competentes foram acionados. Toda assistência foi prestada, informa.