TRÂNSITO NÃO FOI AFETADO

Com risco de tombar, casarão é interditado na Avenida Sete

Área foi isolada pela Defesa Civil

  • Foto do(a) author(a) Gil Santos
  • Gil Santos

Publicado em 6 de maio de 2024 às 09:57

Área foi isolada na Avenida Sete
Área foi isolada na Avenida Sete Crédito: Arisson Marinho/CORREIO

Um casarão que fica na Avenida Sete de Setembro, em Salvador, foi interditado pela Defesa Civil (Codesal) por conta do risco de desabar e ferir pessoas que transitam pelo local. O imóvel está vazio, com a fachada deteriorada e, entre os vãos onde antes ficavam portas e janelas, é possível ver o interior oco. O prédio fica ao lado de outro que também está abandonado. A calçada foi bloqueada, mas o trânsito não foi afetado.

O diretor-geral da Defesa Civil, Sosthenes Macedo, explicou que o imóvel foi isolado devido ao risco de desabar. "Estivemos no casarão da Avenida Sete. Ele está com risco de tombamento, porque tem vegetação", disse. 

Moradores e trabalhadores da região contaram que o crescimento dos galhos de uma árvore em direção à fachada aumentou a preocupação com o risco de acidentes, e que fizeram fotos e encaminharam para a prefeitura denunciando as condições do imóvel. A Codesal foi acionada e visitou o local.

A vendedora Marcela Santana, 34 anos, estava evitando andar pela calçada. "Essa é uma região de muito movimento por causa das lojas. É muita gente indo e vindo. Uma amiga que chamou minha atenção para as condições do prédio. Há muito tempo que eu passo correndo ou mudo de calçada. Espero que resolva logo", contou.

Em nota, a Coelba informou que encaminhou equipe ao local na noite do último domingo (5) após ser acionada pela Codesal. Uma poda foi realizada e profissionais removeram os galhos que estavam sobre a rede elétrica. Também foi solicitada a retirada de um andaime que representava risco à população. A Neoenergia Coelba ressaltou que segue acompanhando a situação.

Do lado esquerdo fica um prédio comercial, mas que também está desocupado. A faixa colocada pela Codesal bloqueia toda a calçada e também as vagas para veículos que ficam em frente ao casarão.

Em nota, a Codesal informou que a vistoria foi realizada após uma árvore que estava incrustrada na fachada do casarão cair sobre a calçada. O órgão disse também que ainda não foi possível fazer a vistoria interna, porque os acessos ao casarão estão fechados por alvenaria.

"A presença de vegetação na fachada resultou no desprendimento de revestimento e queda de material em área de passagem de transeuntes. Na revistoria identificou-se que a fachada do imóvel vizinho, também em estado precário, apresenta fissuras", diz a nota da Defesa Civil.

O órgão informou que vai solicitar à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) uma avaliação para escoramento ou demolição das partes instáveis.