PREVENÇÃO

Como o clima influencia na propagação do norovírus, e como se proteger

Salvador enfrenta surto de vírus que causa diarreia e vômito

  • Foto do(a) author(a) Maysa Polcri
  • Maysa Polcri

Publicado em 14 de maio de 2024 às 07:00

As principais orientações de prevenção incluem cuidados básicos de higiene
As principais orientações de prevenção incluem cuidados básicos de higiene Crédito: Shutterstock

O surto de norovírus que atinge Salvador pode ser evitado com práticas de higiene pessoal e de alimentos. Vômitos, diarreia e febre são os principais sintomas da doença que, em casos graves, provoca desidratação. Períodos de chuva contribuem para a disseminação da virose, como explica o virologista Gúbio Soares.

“Com a chuva, os alimentos muitas vezes entram em contato com água contaminada. Além disso, o esgoto acaba entrando em contato com o mar com mais facilidade e, quem se banha, pode ser contaminado”, diz. Uma das formas de transmissão do norovírus é a ingestão acidental de partículas microscópicas de fezes ou vômitos, o que pode acontecer no mar.

Especialistas indicam que pessoas com sintomas usem máscara e evitem compartilhar objetos, que podem ter suas superfícies contaminadas. Lavar bem as mãos antes e após usar o banheiro também ajuda a prevenir a contaminação pelo norovírus.

Os alimentos que serão consumidos in natura também devem ser bem higienizados. Frutas e verduras consumidas devem ser deixadas durante 15 minutos numa solução de água e hipoclorito de sódio (para cada litro de água que será usada para cozinhar alimentos deve ser colocada uma colher de sopa de água sanitária) e, na sequência, enxaguados com água potável, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Álcalis, Cloro e Derivados (Abiclor).

Dicas para prevenir a contaminação por norovírus, segundo o Hospital Albert Einstein

  • Lavar as mãos com água e sabão ou solução antisséptica;
  • Beber água tratada acondicionada em embalagens lacradas ou de fonte segura;
  • Evitar adicionar gelo de procedência desconhecida às bebidas;
  • Alimentos embalados devem conter no rótulo a identificação do produtor e data de validade com a embalagem íntegra;
  • Não se banhar ou frequentar a areia em praias consideradas impróprias para banho;
  • Não consumir água do mar, com redobrada atenção com as crianças e idosos, os quais são mais sensíveis e menos imunes do que os adultos;