‘Estou feliz porque estou viva’, diz idosa de 103 anos na Conceição da Praia

Ela é devota também de Santa Bárbara e sonha e conhecer Ivete Sangalo

Publicado em 8 de dezembro de 2023 às 14:07

Saída da imagem para a procissão
Saída da imagem para a procissão Crédito: Arisson Marinho/ CORREIO

Dona Raimunda de Santana Bonfim nasceu em 8 de dezembro de 1920. Nesta sexta-feira (8), ela escolheu um vestido amarelo, mandou pintar as unhas e fazer maquiagem, e a mulher de 103 anos foi até a Basílica Santuário Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, para comemorar o aniversário com a santa que é padroeira da Bahia. Ela contou que já nem lembra mais quando foi que a devoção começou.

“Estou muito feliz, principalmente porque ainda estou viva. Todos os anos eu venho para a festa. Eu sou devotada dela há tantos anos, eu era uma moça, muito nova, quando essa devoção começou”, contou, com uma voz firme.

Ela mora no bairro de Roma, na Cidade Baixa, e foi a festa com o filho, José Raimundo Bonfim, 72, e com a neta Cláudia Bonfim, 57, que contou que a idosa tem o sonho de conhecer a cantora Ivete Sangalo. No Carnaval, Dona Raimunda era foliã confirmada nos blocos Traz a Massa e Tiete. “Ela brincava todos os dias de Carnaval. Eu não aguentava, então, ficava em casa, mas ela ia. O sonho dela é conhecer Ivete”, contou o filho.

Dona Raimunda Bonfim completou 103 anos
Dona Raimunda Bonfim completou 103 anos Crédito: Arisson Marinho/ CORREIO

A idosa centenária não pode acompanhar a festa até o final, mas antes de sair comprou rosas para levar para casa e adornar o altar de Santa Bárbara, com quem ela também tem intimidade. A manhã de sexta-feira foi movimentada no Comércio. A festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia está completando 374 anos e a igreja dedicada à religiosa completou 400 anos na mesma data.

Desde o início do dia o templo ficou lotado. Cada lugar vago nos bancos era disputado e uma multidão precisou acompanhar em pé as orações. A cerimônia mais aguardada foi a das 9h, celebrada pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, cardeal Dom Sério da Rocha, que estava no Vaticano para participar do Conselho de Cardeais (C9), como único representante brasileiro, e desembarcou em Salvador na quinta-feira (7).

“Os 400 anos dessa paróquia são motivos de alegria e gratidão a Deus e gratidão a todos que têm construído e participado da história dessa igreja querida e tão especial para nós em Salvador e para toda a Bahia. Renovamos o nosso compromisso de valorizar esse tempo tão belo, visitado por pessoas de todo o mundo”, afirmou.

Missa campal na porta da igreja
Missa campal na porta da igreja Crédito: Arisson Marinho/ CORREIO

A devoção nasceu com a chegada do primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Sousa, em 1549. Desde então, todos os anos fiéis vão ao templo no dia 8 de dezembro para celebrar a santa. A missa foi realizada do lado de fora da igreja e teve a presença de políticos e secretários de estado. Com os termômetros em 30ºC e uma sensação de abafamento algumas pessoas passaram mal. Uma idosa precisou da ajuda dos bombeiros.

Depois da cerimônia, as imagens que ficam na igreja foram carregadas pelos fiéis para o lado de fora, como as representações de Santa Dulce dos Pobres, Nossa Senhora das Candeias e Senhor do Bonfim. A imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia foi a última a deixar o templo e a mais ovacionada. Fogos, aplausos e chuva de pétalas de rosas e papel picado marcaram o momento.

As imagens seguiram em procissão atrás de um minitrio, cercadas por uma multidão e recebendo diversas manifestações de fé. Elas percorreram as ruas do bairro do Comércio, atraindo a atenção de baianos e turistas. O casal Marcelo e Natália Caudas, natural de São Paulo, registrou tudo em fotos e vídeos. “A gente chegou ontem em Salvador e soubemos desse evento. É nossa primeira vez”, contou a mulher.

A multidão seguiu em cânticos e orações pela Rua Miguel Calmon até a Praça Riachuelo e retornaram para a igreja pela Avenida da França. Uma benção final encerrou o evento. Na quarta-feira (13), o bairro estará novamente em festa para saldar Santa Luzia, a protetora dos olhos.