DIREITOS HUMANOS

Grupo resgatado de situação de trabalho análogo à escravidão recebe atendimento na Bahia

Ao todo, 36 baianos foram retirados de uma fazenda de café no Espírito Santo

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 11 de maio de 2024 às 09:18

Fazenda de café
Fazenda de café Crédito: Shutterstock

Resgatados de uma situação de trabalho análogo à escravidão no último fim de semana, 25 baianos receberam atendimento social e de saúde na última sexta-feira (10). Eles foram acompanhados Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) na cidade de Nova Itarana, no Centro-Sul do estado . Os trabalhadores fazem parte de um grupo de 36 pessoas resgatadas de uma fazenda de café, em Pancas, município no Espírito Santo.

Já na Bahia, os primeiros atendimentos de pós-resgate às vítimas foram iniciados.

A equipe do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Combate ao Trabalho Escravo e o grupo de Assistência Social Municipal fizeram uma escuta para traçar o perfil do trabalhador resgatado e listar as demandas. As principais demandas eram o acesso à documentação civil básica (RG e CPF), retorno à escola, curso profissionalizante, acesso a trabalho decente, exames básicos de saúde e testes rápidos e vacinação. Neste sábado (11), o atendimento continua com foco na área da saúde.

Os demais trabalhadores, vindos dos municípios de Bonito e Coité, foram acompanhados pela rede socioassistencial local, com monitoramento da equipe de pós-resgate da SJDH. A secretaria ainda acompanha a formalização de outras providências, como a regularização dos direitos trabalhistas dos traficados junto à rede estadual de combate a esse tipo de crime.

Mais um resgate

Ainda na tarde desta sexta-feira, mais 11 trabalhadores baianos foram resgatados de trabalho análogo à escravidão de outra fazenda de café na cidade de Rio Bananal (ES). Três dos trabalhadores são de Teixeira de Freitas e os demais são naturais de Medeiros Neto. As verbas trabalhistas já foram pagas em acordo firmado com o empregador. Além disso, os trabalhadores receberão três parcelas do seguro desemprego.