ITAJUÍPE

Justiça marca nova audiência para ouvir testemunhas sobre morte de segurança de ACM Neto

Até o momento, duas audiências foram realizadas

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 8 de maio de 2024 às 18:25

Subtenente da Polícia Militar Alberto Alves dos Santos foi morto em operação
Subtenente da Polícia Militar Alberto Alves dos Santos foi morto em operação Crédito: Reprodução

A Justiça marcou para o dia 11 junho uma nova audiência para ouvir mais testemunhas sobre a morte do subtenente Alberto Alves dos Santos, de 51 anos. Algumas testemunhas prestaram depoimento no dia de 30 de abril. As informações são do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

O policial militar foi morto no município de Itajuípe, no Sul da Bahia, quando fazia a segurança do então candidato a governador ACM Neto (União Brasil) durante as eleições de 2022.

Treze policiais militares são acusados por crimes de execução e tentativa de homicídio. A denúncia foi formalizada junto à Justiça Militar em junho de 2023. A pedido do MP-BA, cinco dos acusados foram suspensos do exercício de função pública.

Relembre o caso

O subtenente fazia parte da equipe de segurança do candidato ACM Neto e estava em Itajuípe para um evento de campanha que aconteceria no dia seguinte em Coaraci.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que a situação se originou com a busca por um assaltante de banco. Identificado como André Marcio Jesus, conhecido como Buiu, ele tem ligação com uma facção criminosa paulista e deixou o Complexo Penitenciário de Lauro de Freitas no dia 16 de janeiro às 13h30, com benefício de saída temporária, usando tornozeleira eletrônica.

Por volta das 14h30, Buiu rompeu a tornozeleira, quando estava na BR-324, perto de Candeias. A PM deu início nas buscas e quando as equipes estavam em Uruçuca, também no sul do estado, um assaltante de banco identificado como Bismark e um comparsa foram abordados e trocaram tiros com os militares. Os dois foram mortos.

Nas buscas, os policiais foram informados sobre a presença de homens armados em um hotel em Itajuípe e foram até lá. No local, dois homens foram abordados e não reagiram. A SSP informou, no entanto, que outros dois homens, armados, reagiram quando os PMs se aproximaram. Segundo a pasta, dois soldados que estavam em serviço foram baleados na ação. No tiroteio, os dois homens que estavam no hotel, posteriormente identificados como policiais, também foram feridos e um deles morreu.

Foi morto o subtenente Alberto Alves dos Santos, já o sargento Adeilton Rodrigues D’Almeida ferido ficou ferido.