CRIME NO ITAIGARA

Taxista estava almoçando no carro quando foi atacado e morto

O suspeito do crime, também taxista, teria jurado vingança após briga ocorrida há um mês

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 11 de junho de 2024 às 17:35

Regivaldo dos Santos Santana
Regivaldo dos Santos Santana Crédito: Reprodução

O taxista Regivaldo dos Santos Santana, de 51 anos, estava almoçando uma marmita dentro do carro quando foi atacado e morto com golpes de faca, na tarde desta terça-feira (11), na Avenida ACM, no Itaigara. Ele estava no ponto de táxi que fica entre o Maxcenter e o Pituba Parque Center. O suspeito pelo crime é outro taxista, que fugiu do local e não teve o nome divulgado.

Segundo o presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), Denis Paim, Regivaldo e o colega brigaram havia cerca de um mês, por conta de um desentendimento ligado a quem poderia ficar no ponto. Testemunhas contaram que o outro taxista disse que iria "se vingar" de Regivaldo. "Aí hoje, infelizmente, ele surpreendeu o colega dentro do carro, com uma faca de serra", lamenta Denis, que esteve no local do crime mais cedo.

Regivaldo atuava como taxista havia mais de 20 anos. Ele era uma pessoa sociável e brincalhona, segundo descrito pelos colegas. O taxista deixa quatro filhos. Ainda não há informações sobre o sepultamento.

Relembre

O crime aconteceu por volta das 14h30. O Serviço de Atendimento Móvel (Samu) chegou a ser acionado, mas Regivaldo morreu ainda no local. A Polícia Militar também esteve na cena do crime, isolando a área para o trabalho de perícia. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IML). 

A 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico) registrou o caso. As guias para remoção e perícia foram expedidas e testemunhas serão ouvidas para esclarecer a motivação do crime, disse a Polícia Civil, que acrescentou que já há indícios de autoria.