1ª turma de tenentes auxiliares da PM é formada em Salvador

bahia
14.07.2021, 15:36:00
Atualizado: 14.07.2021, 16:17:14
Curso durou cerca de seis meses, com aulas virtuais e presenciais (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

1ª turma de tenentes auxiliares da PM é formada em Salvador

Nova turma será aberta nesta quinta-feira (15) com vagas para militares de carreira

São 29 anos na Polícia Militar e nem mesmo a máscara conseguiu esconder o sorriso do aspirante a oficial Edmilson Pereira Valle, que se formou aos 50 anos. Ele fez parte da 1ª turma do Curso de Formação de Tenentes Auxiliares da PM, e foi o primeiro da turma entre os 102 formandos. O grupo se apresentou diante do governador, Rui Costa, e do comandante geral da tropa, Paulo Coutinho, na Vila Militar dos Dendezeiros, nesta quarta-feira (14).

Edmilson contou que foram seis meses de curso, com aulas virtuais e presenciais, onde eles foram instruídos sobre técnicas de abordagem, radiopatrulhamento, tiro prático, entre outras ações. Ele começou a carreira como soldado e subiu degrau por degrau até chegar ao posto de aspirante a oficial. Apesar de ter passado mais da metade da vida na Corporação, Edmilson disse que o bom policial sempre tem algo novo para aprender.

“É uma grata satisfação chegar ao oficialato na Polícia Militar da Bahia, após uma longa carreira. Estou sem palavras para tamanha felicidade que tenho no peito. Na profissão policial militar a gente apreende coisas novas a cada dia. São novas dinâmicas, novas experiências e, portanto, novos aprendizados. Evoluir é muito importante”, afirmou.

Edmilson recebe os cumprimentos do governador e do comandante geral (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

O curso faz parte do Plano de Promoção e Progressão de carreiras, que tem como objetivo permitir a ascensão dos militares a postos mais altos enquanto eles ainda estão na ativa. O governador Rui Costa explicou que no oficialato tradicional o militar já entra na Corporação nessa posição. A diferença é que com esse curso os profissionais que fazem parte da tropa, mas estão em patentes mais baixas também conseguem se tornar oficiais.

“Com isso, eles são promovidos ainda na ativa, porque antes isso acontecia apenas quando eles iam para a reserva (aposentadoria). Melhor para a sociedade, porque antes remunerava esse profissional na reserva, ou seja, sem ele prestar serviços a sociedade. Hoje, formamos a primeira turma. E amanhã (15), será publicado o início da segunda turma, com mais 100 vagas”, afirmou.

Governador durante a apresentação dos formandos (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

Ele começou o evento se solidarizando com as famílias dos dois policiais militares que foram assassinados em Vitória da Conquista, nesta terça-feira (13). Depois, destacou novos investimentos que serão feitos na área da segurança pública, em especial nos batalhões e outras unidades da PM, na capital e no interior, como a construção de campos, quadras, novos equipamentos e mais infraestrutura.

Representação 
Para a Ednalda Góes, 54 anos, uma das sete mulheres que fizeram da turma, a conclusão do curso e a progressão na carreira são motivos de orgulho e de representatividade. Ela contou que tem 31 anos na PM e que fez parte também da primeira turma de policiais femininas da Bahia.

“É a celebração, a coroação desses longos anos de dedicação a Corporação e à sociedade baiana. É um momento de muita alegria. Para quem entrou aqui nos anos 1990 e passou por muitos percalços, é uma alegria alcançar o oficialato da Polícia Militar que é o sonho de toda a praça. E as sete mulheres desse curso representam as milhares de mulheres que atuam na Corporação”, contou.

Sete mulheres fizeram parte da turma (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

Durante o evento três formandos passaram mal e precisaram de atendimento médico. Eles estavam em pé, em formação militar, havia quase 1h, embaixo do sol, e fardados com meias, luvas, quepe, além do restante da vestimenta. Dois deles sinalizaram que não estava bem e foram retirados com a ajuda de outros policiais. O terceiro caiu e precisou ser levantado. Eles foram atendidos no local e a assessoria informou que passam bem.

O evento seguiu sem maiores transtornos. O comandante geral, Paulo Coutinho, disse que as progressões na carreira e os novos equipamentos anunciados vão ajudar no desempenho da tropa e na melhoria do serviço.

“É uma excelente medida no sentido de propiciar a policiais militares, devotados durante uma vida de 30 anos de serviço, alcançar o oficialato. É como se fosse um verdadeiro sonho e nós ficamos muito felizes de estar à frente da Corporação propiciando isso e vendo, sobretudo, o júbilo no olhar de todos os policiais militares que formaram hoje”, disse.

Rui Costa inaugurou obras e anunciou novos investimentos (Foto: Nara Gentil/ CORREIO)

O Projeto de Lei N° 23.723/2020, que propõe alterações na legislação para acelerar promoções nas carreiras dos policiais militares e dos bombeiros militares da Bahia, foi encaminhado à Assembleia Legislativa no dia 08 de janeiro de 2020.  O Governo do Estado sancionou a lei no dia 20 de abril de 2021.

No final, o governador Rui Costa visitou o campo de futebol e pista de atletismo que foram construídos na Vila Militar, arriscou um pênalti e marcou um gol. A obra foi realizada pela Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb), vinculada à Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas