'A cidade está aterrorizada até agora', diz moradora após explosão de três agências

bahia
08.05.2021, 05:00:00
Atualizado: 08.05.2021, 05:51:30
(Divulgação)

'A cidade está aterrorizada até agora', diz moradora após explosão de três agências

Ataques com fuzis e granadas ocorreram em Correntina, no oeste do estado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

“A cidade está aterrorizada até agora”, disse uma moradora de Correntina, na região oeste do estado, após uma madrugada de terror, quando bandidos armados de fuzis e granadas explodiram simultaneamente três das quatro agências bancárias destinadas ao atendimento dos 32 mil habitantes. Desde janeiro, foram registrados 24 ataques a instituições financeiras na Bahia contra 17 em todo o ano passado, segundo o Sindicato dos Bancários.

Os 24 ataques incluem explosão de agências e de caixas eletrônicos e tentativa de arrombamento de agência. Deste total, quatro ocorrências foram neste mês, 11 em abril, cinco em março, três em fevereiro e uma em janeiro. Em Salvador, foram contabilizados sete casos: Mussurunga II, Largo do Tanque, Pirajá, Itapuã, Cajazeira X, São Caetano e Ondina.

Em Correntina, os bandidos destruíram as agências da Caixa Econômica Federal, Bradesco e Banco do Brasil. A cidade ainda conta com uma agência do Banco do Nordeste e duas lotéricas. Em 2018, bandidos também explodiram, numa mesma ação, duas agências da cidade. De acordo com os moradores, os criminosos chegaram em dois carros brancos, por volta da 1h, no centro da cidade. As agências ficam próximas umas das outras.

“Os carros estavam cheios. Todos com armas de grosso calibre, de fuzil pra cima. Já chegaram atirando para o alto, assustando as pessoas. Quem estava na rua entrou às pressas e quem estava em casa só saiu quando acabou tudo”, contou um morador.

“Na hora, pensei que o chão estivesse engolido as casas, tão forte que foi o estrondo. Minhas janelas quebraram, objetos caíram, as pessoas acordaram assustadas e chorando. Minha mãe, uma senhora de 75 anos, passou mal com o susto. Estamos apavorados até agora”, contou outra moradora.  Não houve feridos na ação e não foram divulgadas informações sobre roubo de dinheiro.

A segurança de Correntina é feita por policiais civis e militares e também pela guarda municipal. “Os bandidos atiraram em frente à delegacia e ao posto da polícia para intimidar. Nem os policiais e nem os guardas municipais foram pra cima”, disse um morador.

Em entrevista ao Jornal da Manhã da TV Bahia, o prefeito da cidade, Nilson José Rodrigues, disse que há pouco tempo havia solicitado reforço policial para a cidade, tendo em vista os casos de ataques a agências bancárias em outras cidades.

“Correntina é a porta de entrada do Nordeste. Necessita de um efetivo maior de policiais e fiz esse pedido na semana passada à Polícia Militar, que nos deixou otimistas com a possibilidade de ampliação do efetivo e de viaturas”, declarou.

Em nota, a PM informou que guarnições da unidade foram até o local com o apoio da Rondesp Oeste, Cipe Cerrado, Peto da 83ª Companhia e da 84ª Companhia da PM e lá encontraram as instalações de três agências bancárias destruídas.

“Os criminosos deixaram em uma das agências um suposto material explosivo, a área foi isolada e o Bope acionado para realizar a remoção do material. O local foi isolado até a chegada da Polícia Federal e da Polícia Civil, para realização de perícia. Policiais permanecem realizando rondas à procura de suspeitos, mas, até o momento, ninguém foi preso”, diz a nota.



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas