A Fazenda: Sabrina anuncia demissão de racista e peões vibram; assista

em alta
06.11.2019, 22:19:42
Atualizado: 06.11.2019, 22:47:09

A Fazenda: Sabrina anuncia demissão de racista e peões vibram; assista

Participante foi chamada de ‘macaca’ por operador de câmera

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A demissão de um operador de câmera do programa A Fazenda, da Record TV, foi anunciada pela própria vítima do comentário racista, a modelo Sabrina Paiva. O incidente ocorreu na noite anterior e, nesta quarta-feira (6), a peoa foi chamada para ler o anúncio da demissão sumária do funcionário.

"Atenção, peões. Ontem, durante o programa ao vivo, um operador de câmera posicionado atrás de um dos espelhos da sala fez um comentário racista a respeito da participante Sabrina de Paiva, imediatamente, ao fim do programa. A produção do programa identificou o ofensor e ele foi repreendido, e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente. A Record TV repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito. Como se trata de ofensa racial, a participante Sabrina Paiva tem o direito de fazer a representação legal ao ofensor, se assim que quiser e no momento que desejar", reproduziu Sabrina, para os peões e peoas reunidos na sala.

Após a leitura do comunicado, todos vibraram e, após aplausos, parabenizaram a decisão da emissora em punir o funcionário. Parte dos participantes também confirmou que ouviu o comentário.

"Eu fui pra prova de cara", comentou a própria Sabrina. "Ela foi tensa, ela foi triste (para a prova)", confirmou uma participante. "O cara foi um infeliz", concluiu outro peão, logo após Sabrina destacar que há “pessoas negras que trabalham na produção” do programa.

Assista.

 

‘Senta logo aí, macaca’
Em comunicado, a emissora informou que o funcionário foi contratado pela produtora Teleimage, que presta serviço à rede de televisão.

"[A empresa] identificou o ofensor. Ele foi repreendido e teve seu contrato de trabalho rompido sumariamente", diz a nota enviada à imprensa.

Na noite desta terça-feira, 5, enquanto os peões aguardavam o início da prova do fazendeiro, Sabrina disse ter ouvido alguém falar "senta logo aí, macaca" após ela se levantar do sofá. Outros participantes disseram ter ouvido o mesmo.

Ainda no comunicado oficial, a Record TV afirmou que "repudia veementemente esta atitude e qualquer tipo de preconceito". Por se tratar de ofensa racial, Sabrina Paiva será informada sobre a consequência e ela terá o direito de fazer a representação legal ao ofensor, "se assim quiser e no momento que desejar".

A assessoria jurídica da participante informou que vai notificar o Ministério Público de São Paulo a respeito da injúria racial "para que sejam adotadas todas as medidas judiciais cabíveis para a punição do autor da ofensa".

Ao finalizar a nota, a Record TV e a produtora Teleimage disseram que "lamentam o fato e não admitem que algo dessa natureza aconteça em suas produções".

Foto: Reprodução/Record TV

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas