A Rede que transforma 

estúdio correio
26.11.2021, 06:00:00
Atualizado: 26.11.2021, 12:31:44
Janeiele é aluna do curso Técnico em Mineração do IFBA e é uma das beneficiadas com a implantação da internet (Divulgação/Yamana)

A Rede que transforma 

Mineradora leva internet de qualidade para comunidades vizinhas a Jacobina e impulsiona ensino profissionalizante a moradores

Para muitos de nós é até difícil imaginar, mas, o acesso à internet ainda não é uma realidade para todos. A má qualidade ou até mesmo a inexistência do serviço acomete muitas localidades do país, situação que ficou ainda mais perceptível durante a pandemia da Covid-19. Dados divulgados em agosto pela pesquisa TIC Domicílios mostram que 19% dos brasileiros ainda não têm acesso à internet e algumas das 140 famílias das comunidades de Itapicuru e Jaboticaba, no município de Jacobina, norte da Bahia, faziam parte dessa estatística.

“Antigamente a gente tinha muita dificuldade, porque a outra internet era péssima, muito, muito fraca. Em aulas importantes quando havia avaliação, uma prova, um seminário, travava muito e às vezes caia e não voltava. Hoje eu consigo conversar com os meus colegas, com os professores, a qualquer hora”, relata, Janiele Santana, 18 anos, estudante do curso Técnico em Mineração, no Instituto Federal da Bahia (IFBA), em Jacobina.

Tanta alegria se deve a instalação de internet de fibra óptica na região, que foi implantada com o apoio da Yamana Gold, uma das maiores produtoras de ouro do país e que está instalada na região. A comunidade antes não possuía sinal de operadora de celular e o custo para levar internet para lá era muito alto. Agora, as famílias beneficiadas poderão solicitar a internet e pagar o valor conforme a possibilidade de cada um, e usufruir do serviço que levará mais informações e facilitará o acesso principalmente à educação. 

A conquista foi um pedido da Associação Jaboticaba, em parceria com a empresa Newnet. No projeto foram investidos R$ 73 mil com a implementação de toda infraestrutura para internet por meio de colocação de postes e taxa de instalação de internet com roteador nas casas dos moradores.

Além de garantir internet de qualidade para a região, a ação irá proporcionar a implantação do programa Jabu Digital. “A Yamana segue investindo em melhorias para as comunidades locais. O Jabu Digital irá permitir a realização de cursos profissionalizantes via internet, além da integração sócio-digital das comunidades”, comenta o vice-presidente de Operações Brasil & Argentina de Yamana,  Sandro Magalhães.

E a disponibilização da internet já está gerando resultados para a comunidade. Atualmente, 30 moradores já estão participando de cursos oferecidos pelo Programa Qualificar para Realizar do Instituto Yamana, no formato online. Os alunos serão formados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Além dos cursos, um infocentro será montado para garantir que as pessoas sem condições financeiras possam também ter acesso e usufruir dos benefícios da internet.  O espaço que será montado na Associação de Jaboticaba ainda não está pronto, mas, quando finalizado, contará com computadores, mesas, cadeiras, e impressora, doados pela Yamana, e que levará muito mais desenvolvimento e oportunidades para os moradores da região. 

Para os idealizadores do projeto, Alexsandro Amorim e Almir Júnior, garantir o acesso da população à informática pode ser visto como uma ferramenta tão essencial ao desenvolvimento humano como o acesso à educação, à saúde e aos demais direitos humanos.

“A inclusão digital significa, antes de tudo, melhorar as condições de vida de uma determinada região ou comunidade com ajuda da tecnologia”, ressaltam.

A internet também facilitou o dia a dia de diversos moradores que utilizam a rede para se comunicar e ficar por dentro do que acontece no mundo. “Antes aqui na comunidade era muito ruim, porque eu tava sem internet né, e quando eu queria passar ou ouvir um recado da família eu tinha que ir no vizinho, mas a internet também era meio lenta. E agora ficou muito melhor porque a gente grava vídeo, recebe notícia do familiar, vê eles no vídeo. Eu me sinto muito alegre, porque essa comunicação ficou muito ótima pra gente. É muito difícil a pessoa querer falar com a família e não conseguir”, relata com dona Irene Raimunda, 55 anos, moradora da comunidade de Jaboticaba.

Projetos Socioambientais das mineradoras

Há um grande empenho das mineradoras em investir na educação de qualidade nos municípios, seja a partir de projetos independentes ou em parcerias com órgãos da administração pública e outras entidades. Além disso, outros projetos envolvem a preservação do meio ambiente, incentivo ao empreendedorismo e geração de renda e ações de saúde e bem-estar. Transformando a vida dos moradores das comunidades onde estão situadas. 

A Yamana, por exemplo, criou em 2012 o Instituto Yamana de Desenvolvimento Socioambiental que tem como objetivo principal promover o desenvolvimento nas regiões onde atua por meio de iniciativas educacionais, sociais, ambientais e culturais. Em Jacobina, além do projeto de internet nas comunidades, a empresa tem um Programa de Desenvolvimento Comunitário que prevê melhorias nas comunidades de Jaboticaba e Itapicuru como, por exemplo, a reforma e reconstrução das casas e a pavimentação asfáltica. 

Para o presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Antonio Carlos Tramm, a integração entre a comunidade e as mineradoras é de grande importância e essencial para o sucesso da atividade.

“Precisamos ter este cuidado com as pessoas e com o meio ambiente e pensar em qual legado as empresas estão deixando para a comunidade e como ela está contribuindo para o desenvolvimento socioambiental e econômico da região. Além disso, a mineração hoje através da CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais) leva mensalmente mais de um milhão aos cofres da prefeitura que podem ser aplicados no desenvolvimento do município”, ressalta. 

Este conteúdo tem apoio institucional da CBPM e WWI e oferecimento da Mineração Caraíba

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas