A violência é o fetiche do nosso tempo

artigo
16.03.2019, 05:00:00

A violência é o fetiche do nosso tempo

O século 21 vem se mostrando por inteiro, revelando o quanto a violência é o fetiche do nosso tempo. No caso do massacre contra 49 inocentes em duas mesquitas, na Nova Zelândia, não há nenhum inimigo externo a ser responsabilizado. A doença vem de dentro, como um câncer. A princípio, lembra muito o atentado da Noruega em 2011. Um desses fanáticos de extrema direita com ideias difusas e absolutamente tolas, que para azar de todos nós (sim, essa tragédia também nos atinge) estava armado até a raiz dos cabelos. Panacas como esse surgem de vez em quando, como anomalias numa ninhada sadia, e costumam fazer um estrago danado. Mas é sintomático que o novo século esteja sendo cada vez mais povoado por eles.

Há algo de errado em nós, na forma como vemos e agimos no mundo, e nesse sentido vale ler O Mal Ronda a Terra, do historiador Tony Judt, que explica de forma lúcida como deixamos de investir no bem-estar social para nos tornarmos reféns do individualismo e do culto ao consumo e à violência. Tanto em nações abarrotadas de miseráveis, como o Brasil, que sofreu seu mais recente massacre esta semana numa escola em Suzano, quanto nas mais prósperas, caso do pujante país da Oceania.

Uma coisa, é claro, não tem nada a ver com a outra. Mas ambas fazem parte de um mesmo cenário universalmente desolador, no qual o que mais se destaca é a banalização, a espetacularização e o recrudescimento da violência. Seja na forma de execuções transmitidas ao vivo nas redes sociais, armas de destruição em massa, bombardeios “cirúrgicos” ou milicianos fuzilando uma vereadora progressista. É a grande marcha da história e as pequenas tragédias individuais se unindo para tragar o máximo de vidas possível. E nós, sobreviventes vulneráveis e desnorteados, seja no Brasil ou na Nova Zelândia, apenas lamentamos a desgraça alheia e louvamos a nossa sorte.

Paulo Sales é jornalista e escritor

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/a-nissan-frontier-e-pareo-para-toyota-hilux-e-chevrolet-s10/
Picape ganha equipamentos para se tornar mais competitiva
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-duracao-de-todos-os-episodios-da-ultima-temporada-de-game-of-thrones/
As informações foram divulgadas na programação da HBO, esta semana
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jean-wyllys-e-embaixadora-brasileira-batem-boca-na-onu-assista/
Maria Nazareth interrompeu evento, que tinha Wyllys como convidado, e leu discurso pró-Bolsonaro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/iggy-azalea-rompe-com-gravadora-e-volta-em-melhor-forma-desde-fancy/
Clipe se passa em um funeral e conta com participação de drags de Rupaul
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/com-stories-de-fas-pabllo-vittar-lanca-video-vertical-de-nao-vou-deitar/
Cantora lançou três produções audiovisuais de Não Para Não em menos de um mês
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-rita-ora-e-sofia-reyes-se-juntam-em-musica-trilingue/
Com uma vibe girl power, as meninas só querem se divertir sem apegos; assista ao clipe
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/com-elenco-e-textos-renovados-5x-comedia-volta-a-salvador/
Espetáculo reúne cinco esquetes de humor com doses sutis de crítica social
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/unindo-o-util-ao-agradavel-de-amante-dos-esportes-a-jornalista-esportivo/
O baiano João Salvador conta como é trabalhar com o que ama
Ler Mais